Ao lado da capital de Minas Gerais, no município de Confins, a Mãe atua como Rainha da Liberdade

Conceição Maria Braga – A Família de Schoenstatt do Santuário Tabor da Liberdade, de Confins/MG, celebra a dádiva dos 18 anos da presença da Mãe e Rainha neste local de graças. Como ainda está restrita a participação de romeiros, devido à pandemia, optou-se por celebrar a festa em dois domingos: 16 e 23 de maio de 2021. Assim, a anfitriã, a Mãe e Rainha, poderá acolher um número maior de peregrinos, seguindo todas as recomendações das autoridades sanitárias e governamentais.

O primeiro domingo, dia 16 de maio, Solenidade da Ascensão do Senhor, aconteceu com muitas orações de ação de graças e louvor ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, pelas mãos imaculadas da Rainha da Liberdade.

A programação estava prevista para iniciar às 13h30min. Aos poucos os filhos foram chegando. O início deu-se com a bênção do Santíssimo Sacramento. Um dos agradecimentos dirigidos à Jesus, nesse dia da Ascensão, foi pela sua permanência entre todos, mesmo após ter voltado para junto do Pai, para indicar a realidade da vida eterna e ajudá-los a conquistá-la. Após o colóquio com Jesus na Hóstia Santa, foi a vez de voltar os olhos para aquela que é a Mãe e Rainha. Em união a toda a Igreja, neste mês de maio, clamar à Trindade Santa pelo fim da pandemia, atendendo ao apelo do Papa Francisco.

O encerramento das festividades, como não podia deixar de ser, foi com a celebração da Santa Missa, presidida pelo Pe. José Genildo Bezerra da Silva, pároco da Paróquia de São José (Confins) e assistente religioso do Santuário.

Com palavras acolhedoras, saudou os peregrinos presentes, a Família de Schoenstatt, os voluntários, colaboradores, as Irmãs de Maria e benfeitores que fazem parte desses 18 anos do Santuário. Prosseguiu dizendo:

“Agradeçamos a Deus a sua presença viva, através do carisma do Pe. José Kentenich, da espiritualidade que ele colocou como investidura da sua vida: a espiritualidade mariana”.

“É um dia de louvor e de ação de graças, pois durante esses 18 anos, são muitas as graças concedidas pela Mãe e Rainha a tantas famílias, a tantas pessoas que procuraram o Santuário, encontrando aqui o refúgio da Mãe e do Filho”

Recordou, ainda, as palavras do Cardeal Serafim Fernandes de Araújo, por ocasião do lançamento da pedra fundamental do Santuário:

“É a semente do Espirito Santo que está sendo plantada”.

Pe. Genildo acrescentou que esta semente brotou, cresceu, deu fruto e tornou-se uma frondosa árvore onde muitas almas podem repousar em sua sombra.

No próximo domingo, dia 23 de maio, a partir das 13h30min, Solenidade de Pentecostes, ocorrerá o encerramento das festividades do 18º aniversário Tabor da Liberdade.

Para mais informações sobre este Santuário acesse: schoenstattconfins.org.br

Fonte: schoenstatt.org.br