Juliana Dorigo- “Qual oração devo fazer quando a Mãe Peregrina de Schoenstatt visita minha casa?” Quando recebemos uma visita especial, de alguém muito querido, sempre nos esforçamos para acolher com alegria e desejar boas-vindas. Também devemos receber assim a imagem da Mãe Peregrina, que traz em seus braços Jesus e as graças do Santuário de Schoenstatt.

Como iniciar a Campanha da Mãe Peregrina?

Primeiramente, devemos ter a consciência de que a imagem que visita nossas casa é benta. Antes de chegar até você, a Mãe Peregrina esteve no Santuário de Schoenstatt onde foi abençoada, por isso, ela leva às graças do Santuário às famílias.

Acolhida

No dia da visita da Mãe Peregrina em sua casa, acolha a Mãe de Deus de braços abertos, de forma zelosa. Abra às portas de sua casa e de seu coração pois, quando ela chega, proporciona o verdadeiro encontro com Cristo, o Deus menino. Recepcione a Mãe e Rainha com a seguinte oração:

Querida Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Alegramo-nos que mais uma vez queres visitar o nosso lar. Cremos que nos concederás muitas graças.

Sobretudo, queres abrigar-nos em teu coração materno, transformar-nos em imagens de teu Filho divino e fazer de cada membro de nossa família um verdadeiro apóstolo para teu reino. Assim farás de nossa família um reino de amor e de paz, como foi o teu lar em Nazaré.

Queremos colocar tudo, nossas alegrias e sofrimentos, em tuas mãos maternais, para o “Capital de Graças”. Sabemos que, em nossa família, tudo é importante para ti. Por isso, Mãe, nós te acolhemos com ternura e amor. Como família, queremos passar contigo este dia tão especial. Muito obrigado, querida Mãe, por tua visita. Amém!

Receber a Mãe Peregrina também incentiva a oração do Terço em família, ela nos proporciona a intensificação da vida de oração. João Pozzobon, o iniciador da Campanha, durante a sua vida se dedicou a rezar 15 terços diariamente.

Estar presente em oração

Outro zeloso exemplo de Pozzobon, é o seu amor pela Mãe Três Vezes Admirável, ela sempre o acompanhava, com ele a Mãe Peregrina nunca ficava sozinha, ele fazia questão de ficar em sua companhia. Hoje, nas diferentes realidades e correria do dia a dia, seja no trabalho ou demais afazeres, não lembramos de estar com ela. Por isso, é importante que reservemos um instante do dia para estar na presença de Maria e Jesus em oração. Pedindo a sua intercessão e agradecendo também pelas pequenas graças que recebemos no dia a dia.

Despedida

Após a acolhida, a Mãe Peregrina vai se despedir para continuar visitando outras famílias. Em cada lar, ela sabe das preocupações, aflições e pedidos. Por isso, em sua despedida podemos rezar a seguinte oração:

Querida Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Agradecemos que passaste este dia conosco. Foram tantas as graças que presenteaste à nossa família.

Sabemos que agora irás visitar outro lar, mas tua presença materna continuará conosco, protegendo-nos, formando e nos guiando. Nunca vens sozinha, sempre trazes nos braços o teu Filho Jesus e, como nas bodas de Caná, poderás dizer qual o “vinho”*  que falta ao nosso lar! Ó Mãe, tu o imploraste conosco e por nós a teu Filho. Por isso, agradecemos as muitas bênçãos que nossa família recebeu por tua vinda à nossa casa. Mãe, é com carinho que nos despedimos, na saudosa esperança de tua volta, no próximo mês.

Obrigado, querida Mãe. Amém!

* Entenda-se “vinho” no sentido figurado: preocupações, aflições, pedidos…

Ao encontro do povo

A Campanha da Mãe Peregrina vive em constante estado de missão, por meio dos leigos, seguindo os passos de João Pozzobon, ela vai ao encontro das famílias e daqueles que mais necessitam, assim como pede o Papa Francisco, uma Igreja em saída, ao encontro do povo.