Mãe Peregrina Infantojuvenil está em missão na cidade de Campinas/SP

A Campanha da Mãe Peregrina Infantojuvenil é um olhar para o futuro, a continuidade da missão iniciada pelo Servo de Deus João Pozzobon pelas mãos das crianças que se tornam pequenos missionários da Mãe e Rainha, evangelizando com Maria e seu filho Jesus. Nesta vivência, em 17 de fevereiro, a comunidade Nossa Senhora da Pompeia da Divina Providência, de Campinas/SP, realizou o envio da imagem Infantojuvenil das crianças e jovens da catequese. O momento aconteceu durante a Santa Missa que foi presidida pelo Pe. Erisvaldo Pedro da Silva.

Se voltar nosso olhar para a Infantojuvenil vamos perceber que ela é uma semente que germina, e depois gera frutos, afinal, muitas vocações para a Igreja surgem por meio desta inciativa. Além disso, a Campanha incentiva a oração em família, para que os pais acompanhem os filhos na missão. A catequista Livia Barreto fala sobre a importância da família nesta jornada.  “Nós fizemos uma reunião com os pais e falamos da importância e a responsabilidade de estar junto com as crianças nesta missão pois, eles estão levando a Mãe Peregrina para um momento de oração junto com a família. Podemos ver nas crianças a vontade, o carinho que eles têm por levar a Mãe de Deus para casa. O comprometimento e principalmente a oração do terço. É muito importante esse momento dos pais junto com os filhos.”

João Pozzobon foi um grande incentivador da participação de crianças e jovens na Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt. Foi por meio dele, como fiel instrumento, que a Mãe de Deus visitou, não só às famílias, mas também as escolas. Para ele “a juventude são joias e pérolas da Mãe de Deus” 

[1]

A Campanha da Mãe Peregrina Infantojuvenil que utiliza uma linguagem pedagógica própria para o público infantil, buscando agregar de forma profunda no Movimento de Schoenstatt e construir uma relação de amor e confiança com a Mãe e Rainha e seu filho Jesus.

⇒ Veja como iniciar a Campanha da Mãe Peregrina Infantojuvenil

 

_____

[1] URIBURU. Esteban. Herói Hoje, Não Amanhã. Instituto Secular dos Padres de Schoenstatt. São Paulo, 1991, pág. 86.