Diocese de Campo Limpo/SP realiza Santa Missa em ação de graças pelas atividades do ano

Em ação de graças pelas atividades exercidas pela Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, na Diocese de Campo Limpo/SP, coordenadores, missionários e famílias se reuniram, em 25 de novembro, na Catedral Paróquia Sagrada Família para participar da Santa Missa, presidida pelo Bispo Dom Valdir José de Castro, ssp e concelebrada pelos padres Pe. Wellington Eduardo Calixto Miguel, Pe. Sandro Ely de Oliveira e Pe. Paulo Visintainer.

O momento foi acompanhado de perto pela Ir. Márcia Maria Gusmão, do Tabor da Confiança Vitoriosa do Pai (São Paulo/SP), Assessora da Campanha na região, ressaltando toda a gratidão por este empenho.

O início da celebração foi marcado pela acolhida dos representantes de diversas paróquias da diocese. Em seguida, a Imagem Auxiliar da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt adentrou o corredor central da Catedral junto com as talhas do Capital de Graças. Ao longo de todo ano, a Imagem visitou as paróquias e comunidades de todas as foranias da Diocese.

Em sua homilia, Dom Valdir de Castro recordou em sua homília, a importância de ir ao encontro dos mais necessitados, seguindo os passos de Jesus, o bom pastor, e uma especial exortação a todos da Campanha para a necessidade de olhar o exemplo do Cristo peregrino e da Mae Peregrina e, portanto, sermos peregrinos e ir ao encontro de todos e principalmente dos mais necessitados, sendo uma igreja em saída.

Dois mil terços

Para este momento de agradecimento, os coordenadores, missionários e famílias se mobilizaram para a iniciativa de rezarem juntos o Terço em preparação para esta celebração, nas intenções da Diocese, do Clero e pelo Bispo Diocesano, totalizando mais de dois mil terços com estes propósitos de oração.

Resgate histórico

Na apresentação das oferendas, foram oferecidos símbolos do apostolado junto às famílias e a réplica de um livro, simbolizando o resgate da história da Campanha da Mãe Peregrina na diocese ao longo dos anos.

“A Missa na catedral foi um momento único: como foi bonito ver todas aquelas faixas entrando, representando as muitas paróquias onde a Mãe Peregrina está presente em nossa diocese! Igualmente lindo de se ver foram as muitas imagens erguidas durante a celebração no meio da assembleia, o que mostra o desejo da Mãe de Deus de chegar ao maior número possível de famílias, levando nos braços o seu Filho Jesus, pois a Mãe nunca chega aos nossos lares sozinha”, diz  Erickson dos Santos Silva.

Nos passos de João Pozzobon rumo à 2025

Ao final da Santa Missa, os presentes renovaram a consagração à Mãe de Deus. Nos passos do Servo de Deus João Luiz Pozzobon, iniciador da Campanha, foi possível refletir sobre a história da presença da Mãe e Rainha na Diocese há 34 anos (1º de dezembro de 1989). O objetivo da comunidade é intensificar com orações e momentos de espiritualidade para estar cada vez mais imersivos na espiritualidade de Schoenstatt, para que no ano de 2025, em união com toda Igreja, celebrar o Jubileu da Mãe Peregrina junto ao Ano Santo com o Papa Francisco.

Com informações de dcl.org.br

Fotos: Andrea Rodrigues