Santuário preparado com muita entrega ao Capital de Graças e 18 milhões de Ave-Marias

Luciana Müller – A bênção de um novo Santuário de Schoenstatt na Argentina, em Los Olmos, foi celebrada com o lema “Tira o calçado, porque o lugar em que pisas é terra santa”. Foi o único Santuário Filial de Schoenstatt abençoado durante a pandemia. O evento aconteceu no último sábado, 20 de fevereiro, em Pilar, província de Buenos Aires.

Conquista do novo Santuário: uma experiência profunda

Às 17 horas, pessoalmente e virtualmente, com o coração palpitando, começamos este evento. Houve vídeos com testemunhos sobre a história do lugar, cantos e a oração do terço. Uma grande multidão se reuniu no parque, em frente ao Santuário, para acompanhar a cerimônia pessoalmente. Um monitor ampliou as imagens para favorecer a visualização dos participantes. Do outro lado da tela, e de diferentes cantos do país, da América Latina e do mundo, muitas outras pessoas participavam pelas redes sociais do agora, oficialmente, novo Santuário de Schoenstatt.

Às 18 horas começou a tão esperada cerimônia, presidida por Dom Pedro María Laxage, bispo de Zárate-Campana, e concelebrada por vários sacerdotes, entre eles o Pe. Marcelo Gallardo, assessor de Los Olmos e o principal promotor deste Santuário.

Aliança com todos

Durante sua homilia, Dom Pedro enfatizou que é Deus quem estabelece sua aliança conosco: “Sabemos bem o valor que esta palavra tem em Schoenstatt: a aliança. Em breve a renovaremos. É Deus mesmo que sela a Aliança. É minha aliança, diz ele, não o de cada um de nós, ou como nos parecer que devemos fazê-la. E essa aliança é com todos”, disse ele. “Porque a aliança não é apenas algo pessoal que fazemos individualmente com Maria, pois precisamente ao fazê-lo com Maria, estamos fazendo com todos”.

“Maria é a Mãe de Deus e ela é nossa Mãe. Isso nos une a todos. Isso nos une, somos todos irmãos e irmãs. Esta Aliança de Amor que fazemos com Maria tem que ser traduzida em uma Aliança de Amor com todos os seres vivos. Principalmente com nossos irmãos e irmãs”, acrescentou ele.

O bispo pediu aos presentes que seguissem um caminho de paz e amor, unidos em nossa Mãe, especialmente durante este tempo de Quaresma. Ele enfatizou que “cada vez que viermos para selar nossa Aliança, para renová-la, lembremos que a origem de tudo isso é o batismo. Então, tudo o que vem depois é um acréscimo”, afirmou ele.

Consagração e entronização

Antes da homilia, os construtores do Santuário deram ao Bispo Laxage as chaves para simbolizar sua abertura. Então começou o rito de consagração. O altar foi ungido com óleo sagrado e as relíquias foram colocadas dentro dele; depois a toalha foi colocada sobre o altar pela primeira vez, como sinal visível de sua bênção. O incenso foi aspergido sobre o santuário e sobre os presentes.

O toque de trombeta, por um oficial, anunciava a chegada de nossa Mãe em uma carroça – em referência à Mãe de Luján (padroeira da Argentina) – enquanto o povo aplaudia com lenços brancos. Diferentes grupos de pessoas da comunidade local levaram-na até o altar para iniciar o rito da entronização. As portas do Santuário foram fechadas por vários minutos até que o sino tocou. A Mãe de Deus já estava no altar.

Em seguida, foram entregues ao bispo as 18 milhões de Ave-Marias e o jarro com o Capital de Graças, oferecido durante o tempo de conquista do Santuário. Também foram oferecidos, simbolicamente, materiais que foram usados para a construção. Após a comunhão, o Santíssimo Sacramento foi colocado, pela primeira vez, no Tabernáculo.

Federico Dumas, um dos fundadores de Schoenstatt no local, dedicou algumas palavras de gratidão: à Mãe de Deus por todas as graças derramadas, às famílias doadoras, aos leigos, aos presentes, ao Pe. Marcelo e aos outros sacerdotes nesta “loucura de amor pela Mãe de Deus” e, muito especialmente, ao nosso Pai e Fundador.

Hoje a Argentina conta com um novo Santuário de Schoenstatt, símbolo de fé e amor por Maria e Jesus, para demonstrar que mesmo nos momentos mais difíceis, o sonho de um novo lar para ela pode ser realizado. Lembremos que se perseverarmos, ela também nos ajudará. “Nada sem vós, nada sem nós”.

Vídeo da inauguração do Santuário de Los Olmos:

Fotos: Schoenstatt Argentina

Fonte: schoenstatt.com