União das Mães: misericordiosas como o Pai

23 de fevereiro de 2016

Encontro anual de dirigentes.

uniao das maesKaren Bueno – A União das Mães de Schoenstatt reúne suas dirigentes para o encontro anual da comunidade no Brasil. Participam 12 senhoras que são as dirigentes dos cursos, chamadas “mães de curso”, e suas auxiliares, também os assistentes da União, Pe. Marcelo Cervi e Ir. M. Teresila Prates. O encontro acontece no domingo e na segunda-feira, dias 21 e 22 de fevereiro, no Santuário de Atibaia/SP.

“Todos os anos, já há algum tempo, nossa comunidade se reúne, pelas suas representantes, para planejar os momentos dos Cursos. A gente estabelece as questões do retiro, o lema do ano e outras coisas práticas. Cada uma traz as suas pautas, o que é geral, e depois preparamos o retiro”, explica Eliana Soncin, dirigente da União das Mães no Brasil. Todo o foco desse ano segue a corrente da misericórdia, cada uma delas quer ser “misericordiosa como o Pai”.

O tema do encontro é “Contigo Pai, Família em Aliança: Santidade e Missão por novas vocações”. Atualmente a comunidade tem sete cursos no Brasil, com 48 integrantes. Desses, dois já fizeram a consagração perpétua e outros dois a farão neste ano. A União das Mães é uma comunidade nova no Brasil e se concentra nos regionais Sudeste e Paraná. “O campo é bastante amplo, somos poucas por isso temos que caminhar bastante”, diz a dirigente.

Pelo esforço e dedicação das mães, em resposta, o Espírito Santo envia novas vocações e a União caminha para a formação de três novos Cursos, um presente neste Ano Santo.
“Somos uma comunidade de Cursos. Nossa missão é ir ao encontro das diretrizes e missão de Schoenstatt, sempre focando nas mães, em uma maternidade sadia, aonde elas se realizem, além de sua vida profissional, sua vida do lar, na vida espiritual, que também possam desenvolver um trabalho de evangelização junto à paróquia, na Igreja”, aponta Eliana.

A União de Mães é uma comunidade de vida consagrada, são leigas que vivem a espiritualidade de Schoenstatt, como consagradas, em sua vocação de mãe e esposa. “Formamos Cursos com um ideal próprio. É uma constante evolução em termos de ideal, de crescimento, umas pelas outras e o curso em si para a comunidade, para a Família de Schoenstatt”, comenta a dirigente.