Um novo Padre de Schoenstatt é ordenado

18 de abril de 2016

Festa para a comunidade dos Padres e para a Família de Schoenstatt do Brasil.

ordenaçao ailtonKaren Bueno – “Cristo me amou e se entregou por mim” (Gal 2, 20) é a certeza e impulso para a vocação do novo Padre de Schoenstatt brasileiro, Pe. Ailton Brito Alves. Nesse sábado, 16 de abril, com a Família de Schoenstatt reunida, a comunidade paroquial, muitos amigos, conhecidos e familiares – do Brasil e de outros países – o Diácono é ordenado sacerdote na Basílica Menor de Nossa Senhora da Boa Viagem, em São Bernardo do Campo/SP.

Dom Pedro Carlos Cipolini, Bispo de Santo André/SP, preside a celebração e aconselha o novo sacerdote: “Não te esqueças jamais da misericórdia de Deus para contigo”. O evangelho escolhido (Lc 7, 36-50) traz a imagem da pecadora que lava os pés de Jesus. “O olhar de desprezo do fariseu impede de ver Jesus”, diz o Bispo. “Jesus mostrou-nos que a santidade está no amor que acolhe e perdoa. O Bom Pastor não fica fechado em palácios, mas está entre as ovelhas”. Sobre o lema sacerdotal do Pe. Ailton, Dom Pedro recomenda: “A melhor forma de retribuir esse amor é amando Cristo nos irmãos e na Igreja. Ame ao povo de todo seu coração, mais que a você mesmo, mais que ao seu Instituto. Seja feliz, seja um sacerdote misericordioso do Senhor que o chamou”.

No rito de ordenação, o candidato se prostra humildemente ao chão, numa demonstração de confiança plena e entrega total a Deus, enquanto o coral entoa a Ladainha de Todos os Santos. Em seguida os sacerdotes presentes impõem as mãos sobre o novo padre, implorando o Espírito Santo. Com a bênção e a graça divina, Pe. Ailton é então revestido com as vestes sacerdotais – a estola e a casula – trazidas por seus familiares. A unção das mãos e a oferta do pão e do vinho encerram o rito, quando enfim todos saúdam o novo sacerdote.

As primeiras palavras do Pe. Ailton – sempre com a alegria típica – são de gratidão a todos que o acompanharam em sua trajetória vocacional. Ele encerra dizendo: “Jesus, vou contigo aonde fores, sem saber para onde, só me importa saber que vou contigo”.

Em família

‘Alegria’ é a palavra que sai da boca e das expressões dos familiares. “Ver o filho ser ordenado é um prazer muito grande para um pai. É uma alegria e um prazer ter um filho conselheiro dos amigos e de todos”, diz o Sr. Manuel Brito Alves, pai do Pe. Ailton.

“É uma alegria tão grande para a família ter um sacerdote de Schoenstatt que não temos nem palavras para definir”, conta o irmão mais novo, Lucas Brito Alves. Para ele, essa ordenação “traz mais esperança, mais união, com o Ailton levando a palavra de Deus para todos”.

Pe. Ailton faz parte do Curso Dilectio Patris Vivens ex Sion (Amor Vivo do Pai desde Sião), que também é uma família, como explica o Pe. Júlio Fabiano Rodrigues, irmão de Curso e recém-ordenado: “O curso é uma família e para nós é muito importante estarmos juntos, acompanhar o Ailton, estar perto dele. Essa ordenação representa para nós a história de Deus com cada um, o mistério da vocação, representa um dom imerecido que a gente recebe com o sacerdócio”. A esse Curso pertencem oito vocacionados, sendo que dois deles serão ordenados em breve.

“Cada ordenação é considerada para nós como um irmão que participa intimamente da família dos Padres de Schoenstatt – diz o superior, Pe. Vandemir Meister –, então é uma alegria acolher o Ailton como sacerdote da nossa comunidade”. Além disso, “para a Família de Schoenstatt a alegria é ainda maior porque é um a mais que está na Central [de assessores] e pode trabalhar diretamente com o Movimento de Schoenstatt no Brasil”.

A ordenação foi transmitida ao vivo pela internet e para todos que acompanhavam, na Basílica ou pelas redes, o Pe. Ailton pode deixar seu pedido, que é novamente reforçado: “Rezem por mim”.

Assista a transmissão por meio dos vídeos e confira as fotos: