Trabalhos apostólicos no Rio de Janeiro/RJ

28 de dezembro de 2014

A alegria em servir no Natal do Senhor.

rio-de-janeiroIr. M. Agnes Marqueto – No trabalho voluntário do Santuário Tabor Redenção da Família, através do CEFAF (Centro de Formação e Assistência às Famílias), em Vargem Pequena onde se localiza o Santuário do Rio de Janeiro/RJ, são atendidas 180 famílias que sofrem das mais diversas necessidades: faltam-lhes roupas, alimentos, moradia, o básico para uma vida digna.

Todos os meses essas famílias visitam o Santuário, onde encontram o abrigo da Mãe e Rainha e recebem uma cesta básica como sinal concreto desse acolhimento.

Os voluntários mensalmente preparam um lanche para todos e logo em seguida realizam um momento de evangelização, com um tema diferente a cada mês. É comum ler um texto do Evangelho e através de dinâmicas partilharem esse texto. Neste contexto trabalha-se alguma virtude como gesto concreto para o mês, no relacionamento com o próximo e na vida de oração com Deus. Desses grupos de famílias muitos não são católicos e aqueles que são nem sempre frequentam as celebrações e catequeses na Paróquia.

Neste dia de festa que acontece todo mês, há atendimento médico homeopata e psicológico durante a manhã. As nutricionistas orientam para uma alimentação saudável e oferecem complemento alimentar para crianças desnutridas, idosos e portadores de alguma enfermidade, como HIV, câncer e outras moléstias.

Tempo de Natal, tempo de esperança

A cada ano, no Advento, os voluntários e benfeitores do Santuário vivem um tempo de expectativa. Neste período eles se alegram em tornar mais vivo e verdadeiro o Natal das crianças, famílias e dos idosos assistidos, tão sofridos com a realidade em que vivem.

São arrecadados produtos para a cesta de Natal e para a higiene pessoal. Muitas famílias cariocas “apadrinham” as crianças com a doação de brinquedos, roupas e calçados, e presentes para os idosos. No início do Advento as equipes de voluntários do trabalho social se organizam em plantões para receber as doações e para montar as cestas.

“Vir ao Santuário cada mês buscar alimentos para os meus filhos é um alívio, passo o mês mais feliz. A festa do Natal no Santuário é algo que não sei explicar com palavras. As minhas lágrimas caem de alegria e gratidão”, diz uma senhora.

Sob a orientação de voluntárias, mulheres assistidas pelo CEFAF têm aulas de artesanato durante o ano, é o Projeto “Pontos, cores e nós”. No tempo do Advento, além de realizar esse trabalho, elas confeccionam embalagens para os presentes das crianças.

Alegria em se doar

Os voluntários, unidos, planejam e realizam três dias de festa para as famílias de Vargem Pequena. Na festa de Advento deste ano, em cada dia há o Auto de Natal apresentado pelas Apóstolas Luzentes de Maria, funcionários e voluntários. “É sempre maior a alegria de dar, porque nós recebemos dos pobres um coração grato”, comenta um voluntário.

Em nome de todo o grupo, uma senhora assistida fala durante a festa: “O que seria de nós sem o alimento para o mês. Principalmente o carinho e alegria desses nossos irmãos que a cada mês nos recebem neste Santuário?!”.

E como há maior alegria em dar que em receber, os voluntários também se alegram em acolher e estar com as famílias assistidas: “A minha vida, depois que me aposentei, está totalmente envolvida com o trabalho que realizo neste Santuário, doando-me aos mais necessitados. E eu recebo muito mais aqui, por isso sou uma pessoa feliz”, comenta um senhor.