Testemunhos de amor em Brasília no dia da Aliança

23 de outubro de 2015

Tabor da Esperança comemora o primeiro ano do novo século.

brasilia coroaArlete Rocio – Debaixo de um sol escaldante, com a temperatura acima de 30° e um clima de deserto, aproximadamente 3.000 pessoas, vindas de Goiânia/GO, Anápolis/GO, Formosa/GO, Petrolina/GO, Silvânia/GO, Goianápolis/GO, Valparaíso/GO, Trindade/GO, Luziânia/GO, Céu Azul/GO, Leopoldo Bulhões/GO e todo o Distrito Federal, se reúnem neste dia 18 de outubro, no Santuário Tabor da Eperança, em Brasília/DF, para comemorar os 101 anos da Aliança de Amor com Maria.

A programação começa com a adoração e bênção do Santíssimo Sacramento, que sai em procissão do Santuário até a Tenda. Em seguida todos são agraciados com as palavras do Pe. Adilson Costa, capelão do Santuário, que apresenta o rosto misericordioso de Deus, lembrando a todos que o Papa Francisco irá decretar o Ano da Misericórdia, convidando a Igreja a contemplar a misericórdia de Deus. Ele recorda também que o Pai e Fundador, Pe. Kentenich deixa muitos escritos sobre a misericórdia de Deus e que se o Papa Francisco conhecesse esses escritos com certeza faria uma citação. Dentre eles, um bem conhecido de todos: “Deus é Pai, Deus é bom e bom é tudo o que ele faz!” A bondade de Deus se revela na misericórdia!

Muitas pessoas dão testemunhos das graças da Mãe e Rainha em suas vidas, entre elas a adolescente Leticia da Silva Bastos, residente no Gama/DF, que transborda de alegria e gratidão e com lágrimas nos olhos revela que, por meio da Mãe, ficou curada de uma alergia severa, tendo, inclusive, procurado outras cidades para tratamento, sem resultado satisfatório: “Estou aqui para agradecer”.

A Sra. Maura Vieira, de Cruzeiro/DF, não se importa de enfrentar o calor para estar junto da Mãe nesse dia: “Participo de todos os eventos do santuário, principalmente porque me sinto na casa da Mãe, aqui eu esqueço o mundo lá fora, me sinto num pedacinho do céu. Quando chego me sinto abraçada pela Mãe. Aproveito para agradecer as muitas graças alcançadas e entregar tudo ao Capital de Graças!”.

“Temos tanto a agradecer”

Após uma pausa para o almoço, todos assistem uma apresentação: “Contigo Pai! Em todas as situações confiamos na misericórdia do Pai. Família em Aliança! Deus nos mostra a importância de termos uma família em sua convivência em Nazaré. Nossa forma de buscar a santidade, de trabalhar pela família e pela missão é por meio da cultura da Aliança. Santidade e Missão! “Eu me santifico por eles”, assim nos ensinou o Pe. Kentenich! Nossa santificação pessoal está a serviço do outro, da missão!”

Para encerrar esse dia tão especial, inicia-se o momento mais importante da programação, a Santa Missa, presidida pelo Arcebispo Militar do Brasil, Dom Fernando Guimarães. Logo no início o arcebispo também dá seu testemunho de gratidão à MTA: “Todos nós temos tanto a agradecer. Eu pessoalmente tenho um pleito de gratidão para com a Mãe Três Vezes Admirável, porque é a primeira vez que venho celebrar, depois das duas cirurgias a que fui submetido no mês de julho. Quando soube da minha doença estive aqui, celebrando no Santuário, pedindo a proteção de Nossa Senhora e hoje estou aqui agradecendo a Nossa Senhora, em pé, curado, recomeçando as minhas atividades. Então eu também só tenho a agradecer e essa missa quer ser de minha parte também um gesto filial de gratidão a nossa querida Mãe”.

Em sua homilia, Dom Fernando ressalta que a liturgia do dia traz lições importantes e a primeira é: nossa vida é uma Aliança de Amor. “Quando se vive a Aliança de Amor com Deus, significa ser missionário. A beleza do trabalho missionário de Schoenstatt faz com que milhões de pessoas recebam, com a visita da imagem peregrina, a presença da Mãe e a abundância das graças de Deus!”.

No final da celebração o arcebispo coroa a Mãe Peregrina Auxiliar, entregando nesta coroa o coração de cada filho que está ali nesse dia. A alegria estampada nos rostos é visível e revela o grande amor de todos pela Mãe de Deus, a Rainha do Tabor da Esperança, de Brasília, do Planalto Central, de todo Brasil.

Mais fotos