Tabor da Esperança: Carreata com a Mãe pela pátria

27 de maio de 2016

Para que ela seja a Rainha e Vencedora do Brasil!

brasiliaIr. M. Clades Schwengber / Karen Bueno – O dia 22 de maio é a data escolhida pela Divina Providência para realizar-se, em Brasília/DF, a “Carreata com a Mãe e Rainha pela Pátria”. Juntos, toda a Família de Schoenstatt, a família militar do Brasil e muitos peregrinos rezam e oferecem suas contribuições ao Capital de Graças pelo país. Num dia de louvor e gratidão, a festa se torna ainda mais solene com a acolhida da nova imagem da MTA que é colocada na Tenda.

A preparação para essa festa começa dias antes, com a novena: “Salve Rainha Mãe da Misericórdia”. Dessa forma a Família Tabor da Esperança se prepara espiritualmente para acolher e entronizar o quadro da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt.

Peregrinando com a Mãe pela capital

A carreata desse domingo vai de Porta Santa à Porta Santa, passando pelo Congresso Nacional, com a intenção de consagrar o Brasil e os destinos da Pátria, seus governantes e todo o povo brasileiro à Mãe e Rainha de Schoenstatt. Tudo é preparado com muito amor e espírito de fé.

O ponto de partida é o Santuário de Schoenstatt, indo em direção ao Oratório do Soldado, no Setor Militar Urbano, onde muitos devotos aguardam, com seus carros, para a bênção de envio proferida pelos capelães militares, Pe. Adilson Costa e Pe. Cláudio José Kirst. À frente de todos vai o Papamóvel – que conduziu São João Paulo II em sua visita a Brasília – e nele a imagem da Mãe.

A carreata segue do Oratório até a Porta Santa da Catedral Rainha da Paz, que é a sede da Arquidiocese Militar do Brasil. Ali o capelão da Aeronáutica e do Santuário Tabor da Esperança, Pe. Adilson Costa, dá a bênção com a imagem da Mãe Peregrina para toda a família militar nacional.

Partindo, os carros seguem pelo eixo monumental em direção à Porta Santa da Catedral Metropolitana de Nossa Senhora Aparecida, casa-mãe da Arquidiocese de Brasília, onde novamente há uma parada, dessa vez para abençoar toda a Igreja, autoridades eclesiásticas e o povo de Deus.

Seguindo pela Esplanada dos Ministérios, param diante do Congresso Nacional para uma oração mais prolongada. Com a Mãe Peregrina, Pe. Costa abençoa os governantes, o povo brasileiro e todos suplicam, juntos, a intercessão da Mãe e Rainha para que se revele como Vencedora diante de todos os conflitos que desequilibram as estruturas humanas e sociais da política nacional.

Dali, o cortejo continua em direção a Asa Norte do Distrito Federal, rumo ao Santuário Tabor da Esperança. Chegando próximo ao portal que indica o Santuário da Mãe e Rainha como Porta Santa da Misericórdia, as buzinas começam a tocar e todos são acolhidos pela Pastoral do Santuário com o repicar dos sinos e fogos.

Mãe, seja bem vinda!

As crianças e a Juventude Feminina de Schoenstatt (Jufem) aguardam na Ermida da MTA com flores para acolher a imagem da Mãe e Rainha, acompanhada da carreata. Bianca Ribeiro e Bruno Maruno, coordenadores da Pastoral do Santuário, compartilham: “Nosso coração se encheu de alegria ao ver tantos carros que acompanhavam a carreata, chegando, tocando buzinas, aplaudindo. Era uma alegria imensa vivenciar essa unidade e convicção de que somos instrumentos da Mãe para o anuncio da Boa Nova que é seu Filho Jesus por nossa capital do Brasil”.

A renovação da pátria começa no coração

A Santa Missa na solenidade da Santíssima Trindade e a entronização do quadro da MTA são festivas. O coral e os instrumentos musicais enriquecem a liturgia. Com o toque de clarim e o ‘Hino de Coroação da Rainha Tabor da Esperança’, a MTA é conduzida pelo casal Genise e Gilson Bentes, de Manaus/AM – foi ele quem pintou e presenteou o quadro ao Santuário de São Paulo/SP, da Vila Mariana, por gratidão à Mãe; gentilmente eles cederam essa obra ao Santuário de Brasília, que tem um espaço adequado para um quadro tão grande.

As Apóstolas Luzentes de Maria e os Pioneiros de Schoenstatt espalham pétalas de rosas em toda a nave central da Tenda para florir o caminho da MTA e a Jufem monta uma ala com lírios para homenagear a Rainha. Na homilia, Pe. Adilson Costa afirma: “Pela carreata invocamos a bênção da Mãe, consagrando a nossa pátria e também os nossos representantes”.

Suas palavras são de acolhida e louvor à Mãe e Rainha. “Percorremos o caminho de Porta Santa a Porta Santa e chegamos ao Santuário, onde muitos nos aguardavam para entronizar a imagem da Mãe e Rainha na Tenda dos Peregrinos. Ela nos ensina a amar verdadeiramente a Deus”. Ele contextualiza: “Celebramos hoje nosso Deus Uno e Trino. Com a Mãe, que viveu a intimidade com a Trindade, pelo Filho que ela gerou e o Espírito Santo que nela fez morada, possamos cantar as maravilhas do Deus todo-poderoso”.

Os rostos jubilam e os olhos de muitos ficam repletos de emoção! Reina um clima celestial de alegria nas homenagens para a Mãe e Rainha. Juntos, todos rezam a oração consagrando o Brasil à querida Mãe de Deus e partem levando as graças do Santuário, para construir, cada um em seu dia a dia, por seu ser, uma pátria renovada.

Clique para ver as fotos