Semente de um mundo novo: Schoenstatt em filme

1 de dezembro de 2015

Baixe gratuitamente o longa-metragem.

filme

Os diretores contam mais sobre o filme

Karen Bueno – Instrumentos abertos à graça divina e um projeto audacioso pela frente: assim começa a história do “filme do centenário”, como ficou conhecido o longa-metragem “Seed of a New World” (Semente de um mundo novo). No começo de 2014, jovens do Movimento Apostólico de Schoenstatt de Austin, estado do Texas, nos Estados Unidos, lançaram-se à iniciativa ousada de criar um filme sobre o centenário da Aliança de Amor. A ideia ganhou vida e um ano depois eles apresentam sua produção para o mundo todo como um presente para este novo século.

Depois do lançamento oficial, em outubro de 2015, os produtores disponibilizam esse vídeo para download gratuito, com legenda em sete idiomas, inclusive em português.

Para baixar acesse: seedofanewworld.com

Os produtores de “Seed of a New World”, Mark Leatherman, Alex Quintana e Sean Schiavolin dão uma dica para quem deseja assistir: “Recomendamos que organizem estreias em grupos, já que é uma experiência muito especial poder compartilhar este filme em comunidade, seja no teu grupo do Movimento, da comunidade ao redor do Santuário, da sua paróquia, sua própria família, seus amigos, o que te ocorra organizar”.

Um filme sobre pessoas

download

O roteiro dessa produção, gravada em sete países, acompanha a preparação de cinco personagens para o centenário da Aliança de Amor: uma jovem do Brasil, um jovem da Alemanha, um casal do Chile, um Padre de Schoenstatt de Burundi e uma Irmã de Maria dos Estados Unidos. Sob a ótica de cada um deles o filme transmite as expectativas e vivências do grande jubileu.

“Quando começamos a sonhar com este projeto, decidimos que, para realmente transmitir a beleza de Schoenstatt, tínhamos que mostrar como o Movimento tem impactado a vida dos indivíduos e como tem marcado a cultura em todo o mundo. Assim, decidimos buscar pessoas cujas vidas capturem a espiritualidade de Schoenstatt de maneira especial e que realmente vivam essa espiritualidade em seu dia a dia”, dizem os produtores. Além disso: “Escolhemos pessoas de países onde Schoenstatt tem uma história particularmente única e onde realizou algum grande impacto na cultura do país, como aconteceu em Burundi. Também buscamos indivíduos de diferentes ramos do Movimento, a fim de mostrar como essa espiritualidade é única dentro de cada cultura e como é própria para pessoas de todas as idades, profissões, vocações e estados de vida”.

A brasileira que contribui com esse projeto é Maria Clara Lovato, da Juventude Feminina de Schoenstatt de Santa Maria/RS. Ela conta: “Não é um filme sobre fatos, e sim sobre pessoas, sobre vivências interiores e exteriores, sobre todos nós. É um projeto para deixarmos também para que as gerações futuras vejam como vivemos a passagem para o nosso novo século e para que cada um, que esteve ou não em Schoenstatt naqueles dias, possa experimentar de forma muito pessoal e arrepiante, as sensações, as emoções, as graças, a alegria e transformações que ocorreram” (entrevista a jufem.com.br).

Desafio para o mundo todo

A ideia de criar um filme sobre o centenário veio da necessidade de gravar o evento. “O Pe. Jesús Ferras (Padre de Schoenstatt), sabendo que havia uma crescente comunidade de cineastas schoenstattianos em Austin, nos apresentou a ideia de criar um filme que, para ele, consistia em simplesmente gravar o evento e fazer um DVD. Vimos nisto uma oportunidade de fazer algo maior. De criar algo que conseguisse transmitir a vida que existe em todo o Movimento mundial, que compartilhasse a história dos cem anos do Movimento e que captasse a beleza da celebração do jubileu em si, que era uma ocasião tão alegre”, dizem os três produtores.

Assim nasce “Seed of a New World”, um documentário que recorda o heroísmo do passado, exalta a grandeza do presente e lança um ousado desafio para o futuro: “A mensagem central do filme é transmitir a beleza da espiritualidade de Schoenstatt, que é tão importante para nós e para milhões de pessoas ao redor do mundo durante seus primeiros cem anos. Ao mostrar a história do Movimento, sua espiritualidade e sua importância na vida das pessoas e das culturas em todo o mundo, o filme se converte em uma experiência vivida de Schoenstatt. Também queremos transmitir que isso não é apenas o final dos primeiros cem anos, mas o começo dos próximos cem anos de Schoenstatt e que cada um de nós está chamado a levar Cristo e Maria ao mundo como parte desta família”.

Por que “Semente de um mundo novo”?

Mark Leatherman, Alex Quintana e Sean Schiavolin explicam:

“‘Semente de um mundo novo’ é o título de uma palestra que o Pe. José Kentenich, Fundador do Movimento de Schoenstatt, deu em Milwaukee/EUA durante seu tempo de exílio. Esse título parecia uma excelente metáfora de nossa história de cem anos como Movimento. Ao mesmo tempo, fala de nossa missão, nossa espiritualidade e nosso futuro. Schoenstatt tem crescido de ‘sementes’ plantadas no coração das pessoas, a partir da ideia original do Pe. Kentenich na Alemanha. Quando uma semente brota, cada pessoa tem o desejo de dividir esse presente com os demais ao seu redor. É assim que saem a plantar mais sementes no mundo. Assim é como Schoenstatt tem crescido e como tem se espalhado entre tantas culturas distintas ao redor do mundo. Além do mais, Schoenstatt tem uma riqueza em sua forma natural e orgânica de entender a vida, a comunidade e a fé, o qual é especialmente importante hoje em dia neste tempo tecnológico. Por isso o nome parecia-nos particularmente apropriado ao sonhar um projeto que quer acompanhar a toda a família internacional enquanto nós cruzamos o limiar dos próximos cem anos da história de Schoenstatt. É um testemunho de nosso ser e nossa missão”.

Um projeto feito por “muitas mãos”

O grande trabalho de gravação, produção, edição e tudo que um longa-metragem pede esteve a cargo dos cineastas de Austin, porém muitas pessoas colaboraram nesse processo. Alguns ajudaram como assistentes, outros compuseram a trilha sonora, além disso, dizem os produtores, “muitas pessoas de todo o mundo ajudaram com o apoio financeiro, com as traduções, com o apoio moral, com a difusão da notícia do projeto e muitas, muitas outras, com a oração”.

A verba utilizada para a produção veio da doação de schoenstattianos do mundo todo que podiam ajudar por meio de um site de crowdfunding. O valor arrecadado ultrapassou R$ 140 mil, suficiente para bancar o projeto e remunerar os cineastas.

Isto ficará para sempre…

Para os envolvidos na produção de “Seed of a New World”, essa experiência fica gravada em seus currículos e na alma. “Descobri que a Mãe realmente queria que se fizesse este filme”, comenta Sean. Marc e Alex se redescobriram durante o trabalho: “O processo de criar este filme foi como um retiro de um ano. Tivemos que realmente descobrir o que era que queríamos dividir por meio deste filme e também tivemos que nos aprofundar na espiritualidade de Schoenstatt para realmente transmiti-la de maneira adequada. Foi um grande desafio, mas por essa experiência aprendemos muito sobre a arte de criar um filme, sobre a espiritualidade de Schoenstatt e sobre nós mesmos. E sem dúvida que por meio desse processo, nosso amor a Maria em seu Santuário cresceu um montão!”.

Terão outros filmes?

Mark, Alex e Sean respondem: “Nos encantaria fazer mais filmes!”

Quem são os produtores?

alex e mark filme

Alex (esq.) e Mark (dir.)

Mark Leatherman (diretor): Sou de Nuevo México/EUA e cresci em Longview, estado do Texas. Frequentei a Universidade do Texas em Austin, onde conheci Schoenstatt por meio dos missionários chilenos da “Operation Mario”, que fundaram a Juventude Masculina em Austin em 2006. Fiz minha Aliança de Amor em 2009 e agora estou no Ramo dos Profissionais em Austin.

sean filme 2

Sean

Alex Quintana (diretor): Nasci em Kenai, estado do Alaska, EUA. Cresci na California, Louisiana, e na maioria dos anos em Houston, Texas. Fui à Universidade do Texas em Austin no ano de 2005. Conheci Schoenstatt pelos missionários da “Operation Mario” e ajudei a fundar o ramo da Juventude Masculina em Austin, junto com Mark. Fiz minha Aliança de Amor em 2009 e agora faço parte do Ramo dos Profissionais em Austin. Tenho trabalhado dois anos na produção do filme em Austin.

Sean Schiavolin (produtor executivo): Nasci em New Orleans, Louisiana, EUA. Durante minha juventude vivi em vários lugares, incluindo Houston, Texas; Bakersfield, California; Londres, Inglaterra; Aberdeen, Escócia; Tampa, Florida; Dallas, Texas; Lugano, Suíça; Islamabad, Paquistão; Bogotá, Colômbia. Tenho vivido e trabalhado em Austin, Texas, nos últimos 12 anos. Conheci Schoenstatt ao participar de uma peregrinação ao Santuário Original na Alemanha. Agora faço parte do Ramo dos Casais (Liga de Famílias) em Austin.