Santuário Tabor das Vocações celebra 25 anos

26 de novembro de 2015

“Vem e segue-me”.

guarapuava santuarioPaulo e Elidiane Lima – No último dia 15 de novembro a Família de Schoenstatt de Guarapuava/PR e cerca de 3.000 peregrinos comemoraram os 25 anos do Santuário Tabor das Vocações, inaugurado em 18 de novembro de 1990. É um dia de gratidão e festa para todos, dia de celebrar, pois ali a Mãe e Rainha formou seu reino, tornando a cidade um vivo Tabor.

A programação começa com a caminhada vocacional saindo da catedral Nossa Senhora de Belém, às 8 horas, rumo ao Santuário. Na chegada os peregrinos acompanham a Santa Missa, às 10 horas, presidida pelo Bispo Diocesano Dom Antônio Wagner da Silva e concelebrada pelo Bispo Emérito Dom Giovanni Zerbini e pelos Padres Ivan Simicic, do Instituto Secular dos Padres de Schoenstatt, José Wert, José Alir Moreira, José Carlos de Lima e Frei André de Souza Ferreira, da Diocese de Guarapuava/PR.

Todos participam atentos da celebração eucarística. Na homilia, Dom Antônio enfatiza sobre a vocação de cada um, sobre a importância de ter um Santuário com essa missão na Diocese, então convida todos a rezarem pelas vocações e pedirem a intercessão de Nossa Senhora. A liturgia desse dia de festa apresenta um convite à esperança, convida a confiar no Deus libertador, Senhor da história, que tem um projeto de vida definitiva para os homens e transforma a noite do mundo numa aurora de vida sem fim. Segundo o Bispo, cada um é chamado a refletir sobre a vigilância, para um engajamento cada vez maior no seguimento de Jesus Cristo. “O Filho do Homem virá na hora em que não o esperareis”.

Ao final da Santa Missa é preparada uma vivência de coroação para a Mãe de Deus e seu quadro sai ao encontro de todos que acompanham do lado de fora do Santuário. A coroa é trazida por um menino caracterizado como Pe. José Kentenich, em sinal de que sua presença paterna os acompanha nesse momento de graças. Assim, pelas mãos do Bispo Diocesano, a Mãe é coroada como Rainha das Vocações e novamente toma posse do seu trono de graças.

Após a coroação, que se dá em frente ao Santuário, um grupo de meninas das Apóstolas Luzentes de Maria fazem uma coreografia com a música da consagração, concluindo esse momento único de maneira solene, digno de uma Rainha.

Na parte da tarde a festa segue com uma confraternização em Família, incluindo o tradicional churrasco dessa região do Paraná e uma tarde festiva com apresentações culturais e sorteio de prêmios.

Um pouco da história

A Mãe queria formar em Guarapuava seu reino, queria fazer Schoenstatt florescer neste chão. Assim, pelo atuar da Divina Providência, na década de 1980 um casal que conhece e vive a espiritualidade de Schoenstatt muda-se para lá e aos poucos vai difundindo a vivência da Aliança de Amor. Logo forma-se o primeiro grupo de casais, da Liga de Famílias, na cidade e o Movimento cresce em número e profundidade.

Com a vida que brota, em breve surge o anseio de construir um Santuário em Guarapuava e o Bom Deus cuida que apareçam corações generosos para a doação de um terreno, localizado às margens do Trevo do Pinhão. O primeiro ponto de referência de que este era um solo sagrado é uma Ermida da MTA, que foi inaugurada no terreno no dia 13 de março de 1988. A partir daí a Ermida tornou-se um centro de peregrinações.

A construção do Santuário ganha renovado impulso com a chegada de Dom Albano Cavallin como Bispo de Guarapuava. No dia de sua posse como ordinário local, ele cumprimenta o casal dirigente da Liga de Famílias e entrega um pequeno Santuário de gesso dizendo: “Hoje entrego a vocês este pequeno Santuário e desejo que me devolvam no dia da inauguração do Santuário Filial de Guarapuava”. Dom Albano pedia que se fizessem ao menos três romarias grandes por ano até o Santuário e elas aconteciam com a ajuda da Legião de Maria. Assim tudo foi se encaminhando até a inauguração, no dia 18 de novembro de 1990, ocasião em que compareceram milhares de pessoas.

Com espírito de gratidão a Família de Schoenstatt celebra o jubileu de prata do Santuário Tabor das Vocações, respondendo sempre ao lema do Santuário: Vem e segue-me! Como há 25 anos, o Santuário é um presente do Movimento Apostólico de Schoenstatt para a Diocese de Guarapuava, especialmente pelos 50 anos da Diocese que serão comemorados em 2016.

“Neste pedacinho de terra a Mãe de Deus estabelecerá seu trono e o transformará num lugar de sua atividade especial, no sentido de um encontro perene, indissolúvel com o Deus eterno” (Pe. Kentenich, maio 1967). Que o Tabor das Vocações seja o mais belo recanto de oração e de paz, onde Maria distribui suas graças e todos possam experimentar sempre o “Aqui é bom estar”.