Santa Casa de Londrina celebra seus 80 anos

15 de março de 2016

Schoenstatt a serviço da saúde.

londrina bispoEdmara Michetti – A Irmandade da Santa Casa de Londrina/PR (Iscal) comemora 80 anos em março. A data é celebrada com uma missa em ação de graças presidida pelo Arcebispo Dom Orlando Brandes, juntamente com Dom Geraldo Magella Agnello, Cardeal Emérito, e sacerdotes, no dia 10.

A abertura da celebração é marcada por um momento solene da entrada dos símbolos das unidades que formam a Iscal. Médicos, funcionários, voluntários, pacientes, professores e alunos participam levando a logomarca de cada unidade. O complexo hospitalar e educacional da Irmandade é formado pelos hospitais Santa Casa de Londrina, a célula mater do grupo, também o Hospital Mater Dei e Hospital Infantil Sagrada Família; pela escola, o Centro de Educação Profissional Mater Ter Admirabilis, e ainda pelo Grupo de Apoio Pró-Vida, formado por voluntárias.

O provedor da Iscal, José Cyrillo Mendes, e a integrante da mesa administrativa, Leila Giglio, conduzem a logomarca da Iscal. A imagem da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt – a qual a Iscal é consagrada –, é conduzida pelas Irmãs de Maria, Ir. M. Lorena Jenal e Ir. Miriam Heinen. Na sequência, 80 pessoas ligadas à instituição entram com uma vela acesa, representando cada ano de trabalho pela saúde.

Durante a homilia, o Arcebispo Dom Orlando destacou a importância de um hospital numa cidade. “São 80 anos onde médicos, enfermeiros, doentes, familiares, enfim, Londrina, foi vivendo seu dia a dia. Uma boa saúde é o bem-estar físico, psicológico, social e espiritual. A Santa Casa não falha em nenhum desses pontos”, afirmou.

O superintendente da Irmandade, Fahd Haddad, ressaltou a importância do trabalho da equipe nesses 80 anos. “Só temos de dar graças a Deus pela manutenção, pela continuidade e apoio de todos que por aqui passaram – pacientes, funcionários, fornecedores e a todas as pessoas de boa vontade que auxiliam a Santa Casa. Esperamos que nos próximos 80 anos, outros venham e que também estejam aqui agradecendo por essa obra”, declarou.

Ao final da Missa, os convidados são presenteados com os textos bíblicos do Novo Testamento, destacando a passagem de Mateus 25 (35 a 46), que aborda as obras de misericórdia, tão estimuladas nesse Ano Santo e que são a base da instituição.

De 1936 a 2016

A Iscal foi fundada por pioneiros em 1º de março de 1936. O objetivo era um só: construir um hospital para suprir a demanda por atendimento médico-hospitalar na cidade que crescia rapidamente. E assim, oito anos depois, era inaugurado o primeiro hospital do grupo, a Santa Casa de Londrina. Dois anos depois já veio a necessidade de aumentar a estrutura.

E assim foi sucessivamente até os dias atuais, reunindo 335 leitos em três hospitais – a Santa Casa, o Mater Dei e o Infantil Sagrada Família. Em 1960 começou a atuar na educação, fundando o hoje Centro de Educação Profissional Mater Ter Admirabilis, uma escola técnica de saúde.

Filantrópica, sem fins lucrativos, a Iscal destina mais de 70% dos seus atendimentos ao Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2015 esse índice chegou a 76% dos mais de 280 mil atendimentos prestados entre os três hospitais e ambulatórios. Pouco mais de um terço desses atendimentos foi prestado em urgência e emergência – 107 mil atendimentos nos três prontos-socorros. Entre os atendimentos estão 17 mil internações e 14 mil cirurgias.

O papel das Irmãs de Maria de Schoenstatt

Fundamentais na construção da saúde em Londrina, as Irmãs de Maria de Schoenstatt estão na Iscal desde o início. Começaram no hospitalzinho da Companhia de Terras do Norte do Paraná, em 1936 – mesmo ano de fundação da Iscal. Em 1944, quando o Hospital Santa Casa foi inaugurado, elas fizeram inclusive a mudança de um hospital para o outro e também foram responsáveis por toda arrumação do novo hospital para receber os primeiro pacientes.

Na época, no novo hospital, assumiram trabalhos administrativos, de cozinha e lavanderia, além da assistência aos pacientes e a Pastoral da Saúde. Ao longo desses 80 anos, desde as três pioneiras, Ir. M. Lúcia Kohlhaas, Ir. M. Oswalda Kneer e Ir. M. Trudperta Ortlieb, mais de cem Irmãs de Maria de Schoenstatt já dedicaram parte de suas vidas à saúde nos hospitais e escola da Iscal. Hoje são oito Irmãs atuando e morando na instituição.

Mais fotos