Rio Grande do Norte: Dia estadual do Terço dos Homens

4 de outubro de 2015

Grande marco para todo estado.

terco-dos-homensKaren Bueno – Pela primeira vez o estado do Rio Grande do Norte tem a graça de celebrar, no dia 12 de outubro, o Dia Estadual do Terço dos Homens. A data entrou no calendário oficial do estado por meio da lei 9.926, sancionada em 9 de janeiro de 2015 pelo governador Robinson Mesquita Faria.

A conquista vem pela grande representação de integrantes do Terço dos Homens no Rio Grande do Norte – cerca de 150.000 em todo estado – onde esse apostolado ganha sempre mais vida e transforma a realidade das famílias. O Projeto de Lei foi apresentado na Assembleia Legislativa pelos deputados Leonardo Nogueira e Hermano Morais, e é um reconhecimento ao trabalho realizado pelos integrantes dos grupos do Terço, não apenas trabalhos espirituais, mas sociais.

Na justificativa do projeto de lei, aparecem os seguintes argumentos:

  •  O Terço dos Homens Mãe Rainha é uma nova irrupção da graça do Espírito Santo na Igreja, congregando homens para recitar o Terço em homenagem a Nossa Senhora, conforme os ensinamentos do Evangelho do seu Filho, nosso Senhor Jesus Cristo, conscientizando-os e motivando-os a desenvolver e utilizar o seu potencial espiritual e social, na família e na comunidade, resgatando o homem na Igreja, fortalecendo a família, com respeito e obediência à hierarquia da Igreja Católica Apostólica Romana como discípulos missionários de Jesus
    Cristo.
  •  O Terço dos Homens é bem antigo no Brasil, existindo desde a época da escravidão, onde escravos se reuniam com os missionários para rezar o “Terço dos Homens dos Pretos” é apenas um dos tantos exemplos de grupos de homens que de tempos em tempos, se reuniam para rezar o Terço. Mas o novo é a expansão missionária do “Terço dos Homens Mãe Rainha”, que surge a partir do Santuário de Schoenstatt, em Olinda/PE, um Santuário a serviço da nova evangelização aonde, aos poucos, homens vão se inserindo no carisma e espiritualidade do Movimento Apostólico de Schoenstatt.
  •  A prática vem ajudando diversas famílias, num tempo em que os homens se afastam cada vez mais das coisas de Deus, o Terço dos Homens Mãe Rainha tem conseguido resgatar dos vícios terrenos muitos pais de famílias que possuíam o vício do álcool e/ou droga, levando-os a uma vida de oração e amor, promovendo a união da família, onde homens e as mulheres aprendem a rezar juntos e valorizar cada vez mais a família em comunhão com Deus.

Segundo informações da Arquidiocese de Natal/RN, o primeiro grupo do Terço dos Homens Mãe Rainha formado no estado reuniu-se no dia 12 de outubro de 2001, na cidade de Arês/RN, com considerável número de pessoas participando. A partir daí outras paróquias e comunidades introduziram-se nesse apostolado.

Clique para ver a lei