Regional Paraná em Aliança

26 de abril de 2015

Encontro Regional dos Presidentes dos Conselhos Locais

dscIr. M. Nilza P. da Silva – A Família de Schoenstatt de todos os locais do Paraná, representados por, aproximadamente, 30 delegados, se reuniu em Aliança nos dias 25 e 26 de abril, junto ao Santuário de Cornélio Procópio/PR, Tabor da Fidelidade a Igreja, para refletir e compartilhar experiências no início do novo século.

A manhã do de sábado foi rico em partilhas sobre a forma como os frutos da celebração do centenário estão se desenvolvendo em cada local. Vida borbulhante, iniciativas criativas e consciência de missão, são palavras que traduzem o que muitos locais apresentaram. Percebe-se que cada presidente do Conselho da Família aqui reunido carrega com amor e responsabilidade a tarefa que lhe é confiada.

Para o Pe. Ivan Simicic, diretor regional do Movimento de Schoenstatt, no Paraná, a importância desse congresso é porque ele “é o primeiro encontro após as celebrações do centenário, no qual se recolhe o que ficou de impulso das celebrações e a vida que pulsa pós centenário. Ainda é cedo para se falar de muitos frutos, porque estão amadurecendo ainda, mas, é preciso ter a mão no pulso do tempo, para responder à Divina Providência. Vivemos sob o impulso da graça e vemos muito impulso missionário em todos os locais.”

Um Regional com bênçãos e missão

A Família de Schoenstatt de Jacarezinho/PR, por meio da assessora local, Ir. M. Jacinta Donati, aprofunda a consciência de predileção e missão do Regional. Paraná é o estado escolhido como porta de entrada de Schoenstatt em nossa Pátria: aqui chegaram, há 80 anos, as primeiras Irmãs de Maria, enviadas pelo Fundador, Pe. Kentenich, para edificar aqui a Família de Schoenstatt. Conhecer um pouco do espírito sacrifical dessas Irmãs, as dificuldades que enfrentaram, após ver os frutos desse empenho, enche o coração de gratidão e disponibilidade para continuar a missão, que hoje é colocada sobre nossos ombros.

A tarde trouxe para a reflexão a realidade de nossa Era Digital e missão de aproveitar esse espaço e de outras mídias para anunciar a missão de Schoenstatt. Nos trabalhos em grupos se revela como em muitos locais as mídias são usadas como instrumentos para que as graças do Santuário atinjam os mais amplos círculos.

Uma Família em resposta aos desafios da família

O domingo traz o aprofundamento no conteúdo do lema do ano: Contigo Pai, Família em Aliança, Santidade e Missão. Ir. Shaiane Machado e Pe. Afonso Wosny são os responsáveis e apresentam como o grau de vínculo pessoal ao Fundador pode variar de uma pessoa para outra, mas, a santidade pessoal só se torna realidade se for refletida em missão. As mensagens do Papa Francisco, na celebração do centenário, respondem aos anseios de nosso coração e precisam se tornar sempre mais realidade: sermos um Movimento em saída. Schoenstatt é constituído como Família e esta é uma característica especial do Regional Paraná: nós somos Família. É apresentada a realidade da família segundo o plano de Deus e as ações ideológicas, em nossa pátria, contra a família.

Com o ouvido no coração de Deus, nos trabalhos em grupos, os líderes dialogam sobre as formas e sugestões para realizar a missão, justamente nesse tempo, oferecendo as respostas que Deus nos apresenta por meio do carisma de Schoenstatt.

Enviados para a santidade na missão

Na santa missa de encerramento, em unidade pessoal com Cristo, cada líder renova o seu compromisso com a missão, inserido como participante e missionário na atualidade. Esse compromisso é confirmado pela liturgia do bom Pastor, que indica a atitude que se deve ter um autêntico instrumento da MTA: um pastor que dá a vida pelos seus. Na homilia, Pe. Ivan salienta que “ser dirigente é manter uma relação pessoal com aqueles com quem temos uma missão. Nosso Pai é exemplo de bom Pastor. Ele conhecia e amava pessoalmente a cada um com quem se encontrava. Isso nos convida a também ter um vínculo com ele, para realizar bem a nossa missão. Um dos elementos essenciais para a nossa missão é a confiança. Não queremos ‘pentear as ovelhas’ que nos são confiadas, mas colaborar para que cada uma se torne também pastor, um missionário.”

Para Paulo Henrique Antunes, de Cornélio Procópio, “as experiências desses encontros de delegados faz crescer muito, porque há uma troca de experiências em situações que são vividas por todos os locais e isso ajuda a ver se está correta a forma como se dirige o Conselho local da Família.” Para ele, sem dúvidas, “a maior contribuição das celebrações do centenário foi uma maior unidade da Família local. Nós nem esperávamos isso. Todos os ramos trabalharam juntos e nos surpreendeu. Dessa experiência de unidade surgiu um projeto de fazermos as missões, como Família, aqui em nossa cidade.”

Ao final da celebração, cada líder recebe uma vela, uma imagem da MTA e um documento, com qual se compromete com a missão. Cada um parte para um lugar diferente, mas ninguém vai sozinho, vamos com o Pai, todos juntos, como Família em Aliança, para viver a santidade e cumprir nossa missão!