Peregrina Universitária: missão de Educadora

30 de janeiro de 2015

Ser um “aluno” da Mãe e Rainha.

Universitários da Unicamp recebem a Mãe Peregrina

Alunos da Unicamp com a Mãe Peregrina

Karen Bueno – Pe. Kentenich define Maria como Mãe e Educadora. Através do Santuário ela quer formar personalidades autênticas, que por suas mãos maternais se deixam moldar “santos modernos”. Mas a atuação apostólica da Mãe Três Vezes Admirável não se limita ao espaço físico do Santuário, ela parte ao encontro dos filhos levando as graças da capelinha e educando-os a imagem de Cristo.

Parte desse trabalho apostólico da Mãe e Rainha é visitar os estudantes universitários. Diversos alunos do ensino superior acolhem a Peregrina em seus lares – a Campanha atinge estudantes em várias instituições de ensino no Brasil e no mundo.

Na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) a peregrinação da Mãe entre os estudantes é coordenada por Márcia Nepomuceno. “A receptividade da Peregrina entre os alunos é boa. Todos que convidamos gostaram da ideia e estão recebendo sua visita. Temos três imagens que peregrinam entre cerca de 60 jovens”, diz.

Márcia é estudante de Pedagogia e pertence à Liga Apostólica Feminina de Schoenstatt. Para ela, “a tarefa da Mãe nesse ambiente é justamente distribuir graças de estado, ou seja, graças para quem é universitário e enfrenta todos os dias o campo pagão de uma universidade”.

A jovem traz alguns testemunhos das maravilhas da Mãe entre os estudantes. “Uma aluna do programa de mestrado em Engenharia Química precisava de um material para continuar sua pesquisa. O material demorava muito a chegar e não havia previsão de entrega – essa demora estava prejudicando o andamento da pesquisa. Fazia pouco tempo que ela recebia a Mãe Peregrina e, aos poucos, foi criando um vínculo, a ponto de adquirir um quadro para colocar no laboratório. Na hora em que colocou esse quadro em cima da mesa de sua sala, a orientadora da pesquisa entrou e avisou que o material tinha chegado e que agora estava tudo certo”.

Outro fato chamou a atenção de Márcia: “Um menino que é doutorando em Matemática estava na lista de espera para receber a imagem. Ele fez de tudo para entrar logo na lista oficial, até que deu certo. Quando recebeu pela primeira vez a Mãe, ele convidou um amigo e juntos rezaram o terço em casa, seguindo o livrinho verde que acompanha a imagem. Esse jovem disse-nos que nunca tinha rezado o terço antes e que não sabia rezá-lo. Desde então, ele sempre leva a Mãe para a Universidade e a deixa em cima de sua mesa”.

Muitas outras graças são compartilhadas pelos alunos: “Certamente a Mãe nos ajuda a não perdermos a fé, a nos mantermos firmes e vinculados a Deus. Além disso, a Mãe também já distribuiu graças bem práticas, tais como conceder bolsas para os estudantes, aprovações em projetos, provas, clareza nos estudos e orientações, etc.”.

Na escola de Maria

Recentemente a Universidade de Brasília-DF (UnB) acolheu a imagem Peregrina da MTA. A proposta foi lançada entre os alunos no dia 20 de outubro de 2014: “Foi um sucesso total, no final da Missa havia fila para escrever o nome na lista, estudantes vinham conversar conosco, não somente para saber como funcionaria a Campanha da Mãe Peregrina, mas também interessados em conhecer o Movimento de Schoenstatt. Foi lindo, acho que nunca pulei tanto de felicidade; a Mãe foi muito bem recebida na Universidade”, diz Isabella Costa, da Juventude Feminina de Schoenstatt, que é a missionária responsável.

Aqueles que gostariam de receber a visita da MTA em sua instituição de ensino podem procurar o Secretariado da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt. Lá é fornecida uma lista onde devem ser colocados os nomes dos estudantes. É interessante que tenham 30 nomes nessa lista, porém não é obrigatório – basta reunir um grupo de interessados e contatar o Secretariado.

Para saber mais sobre a Peregrina Universitária entre em contato pelo telefone (11) 4414-4249, ou pelo e-mail: recepcaomp@irmasdemaria.org.br