Pe. Kentenich inspira as vocações sacerdotais

8 de julho de 2016

Testemunho do Pe. Adilson Costa.

padre costaKaren Bueno – “Com o Pe. Kentenich aprendemos como podemos e devemos viver como sacerdotes”. Essa frase é de um padre polonês que conviveu com o Pai e Fundador, Pe. José Kentenich, há vários anos. O testemunho está descrito no livro ‘Padre Kentenich como nós o conhecemos’, publicado em 1981.

Os anos passam, mas a paternidade e o exemplo do Fundador do Movimento Apostólico de Schoenstatt continuam inspirando vocações e vidas. Neste dia 8 de julho de 2016, data em que recordamos os 106 anos da ordenação sacerdotal do Fundador, vejamos o testemunho de um sacerdote. Pe. Adilson Costa é capelão militar da Aeronáutica brasileira e capelão do Santuário Tabor da Esperança, em Brasília/DF. Ele selou a Aliança de Amor com a Mãe e Rainha no dia 17 de outubro de 2014, no Santuário Original em Schoenstatt, e compartilha sua vivência com o Pai e Fundador:

DSC04624Pe. Kentenich é um referencial sacerdotal. A sua vida, sua mensagem, seu exemplo, sua busca inspiram muito a mim como sacerdote – e a qualquer outro, acredito. Ele viveu inteiramente o seu sacerdócio numa verdadeira doação. Ele assumiu a paternidade, esse grande dom de ser Pai.

O padre, o sacerdote, é um pai e o pai é aquele que gera, que cuida, que forma, que educa. Nesse sentido, Pe. Kentenich gerou a Família de Schoenstatt e acompanhou todo seu desenvolvimento, deu toda formação, deu orientação, luz, mostrou o caminho a seguir. É uma vocação muito particular que ele recebeu, um grande dom do Espírito, de poder ser o Pai dessa grande Família que é o Movimento de Schoenstatt.

Nesse sentido, ele me inspira a assumir o meu sacerdócio como um pai, a cuidar daqueles que Deus me confiou através da Igreja. Inspira a ter todo o cuidado, dar toda orientação, formação.

Além disso, o Pe. Kentenich vivia seu sacerdócio com alegria e com fidelidade, então também nesse sentido eu preciso – e também todos os sacerdotes – sentir alegria pelo chamado recebido e procurar cada dia mais viver uma vida de santidade, para que o sacerdócio seja fecundo a ponto de gerar frutos, e esses frutos para Deus.

Assim, poderíamos aqui enumerar tantas qualidade na vida do Pe. Kentenich, sobretudo aquilo que a gente conhece por meio de suas inúmeras obras e escritos. Cada vez que a gente lê suas mensagens, ainda mais nos apaixonamos por ele e por seu sacerdócio.

Só temos de louvar a Deus nesse dia do aniversário de sua ordenação sacerdotal, deste grande homem que recebemos como presente por parte de Deus. Esse homem verdadeiramente santo, que levou a sério a sua vida, a sua vocação com muita doação e dedicação.