Pe. Biberger, temas da atualidade

21 de junho de 2016

Parte 2 da entrevista

jun_pe_biberger

Ir. M. Nilza P. da Silva – Pe. Bern Biberger e Diretor Geral das Irmãs de Maria de Schoenstatt e esteve no Brasil, de 14 de maio a 16 de junho. Na primeira parte de sua entrevista, ele falou sobre a sua tarefa e suas impressões do Brasil. Hoje, ele responde sobre temas da atualidade: refugiados, novo século e Era Digital.

O senhor reside na Alemanha. Quando se fala da atualidade na Alemanha e Europa, é impossível não falar em refugiados. Como as Irmãs de Maria estão vivendo essa realidade, que contribuição elas estão dando?

A comunidade das Irmãs de Maria, em diversos lugares, colocaram casas ao dispor para que os refugiados tenham novamente um lar. São centenas os refugiados encontram o lar em nossas casas. Várias Irmãs atuam em projetos sociais, diretamente com eles, para ajudá-los a vencer nessa nova situação, a se inculturar mais facilmente na cultura alemã. Mas, as Irmãs também os acompanham, em suas realidades, por meio de suas orações.

O senhor pertence a um Instituto de Schoenstatt e em sua tarefa tem contato com a Obra de Schoenstatt em todo o mundo. Quais são as suas perspectivas para esses primeiros anos do novo século de Schoenstatt?

Schoenstatt tem, como sempre, a tarefa de cooperar na formação de uma imagem cristã do ser humano. A missão de colaborar para que Deus e o mundo sejam novamente vistos como uma unidade orgânica. Quer ajudar para que as pessoas descubram novamente o atuar de Deus em sua própria vida e na história de toda a humanidade. Disso faz parte o fortalecimento das famílias, para que na sociedade se restaurem os vínculos sadios. Com certeza, faz parte das minhas perspectivas que as pessoas encontrem sempre mais a Mãe de Deus, por ela sejam conduzidas a Cristo e nele ao Pai. Que o Movimento cresça mais também na África e na Ásia.

Quando se fala de vínculos, fala-se em redes de contatos. Como se pode viver os vínculos sadios, que Pe. Kentenich tanto defendeu e valorizou, dentro de nossa realidade digital?

Desde o início, Pe. Kentenich usou a mídia para manter contato com seus alunos e as pessoas do Movimento. As mídias digitais também são meios muito importantes para divulgar a mensagem de Schoenstatt. Para o Pe. Kentenich é muito importante que os vínculos sejam pessoais. Quero dizer que as mídias digitais podem facilitar os vínculos entre os homens, mas, não podem substituir os contatos pessoais. Ao mesmo tempo, com certeza que o Pe. Kentenich iria também apontar os perigos dessas mídias. Ele iria nos encorajar a uma auto educação para que, de um lado aproveitemos as mídias, mas, de outro lado, sejamos resistentes contra os perigos que elas trazem.