Passos para viver a Quaresma a partir do próprio interior

4 de fevereiro de 2016

O que podemos oferecer ao Senhor?

capaKaren Bueno/Ir. M. Nilza P. da Silva – Daqui a apenas alguns dias a liturgia despe-se de seu colorido habitual e toma as cores da Quaresma. O roxo preenche os lugares santos em sinal de penitência e contrição. Como as igrejas e capelas, também o Santuário Coração, templo sagrado onde habita o Senhor, precisa se preencher da serenidade quaresmal para melhor se inserir em todo sofrimento que Jesus ofereceu pela humanidade. Não é só um tempo de tristeza ou dor, mas também de gratidão, que se revela nos atos de amor oferecidos ao Bom Pai.

Não existe uma única “receita” para viver bem a Quaresma, cada pessoa é original e assim deve ser o seu empenho, mas algumas indicações podem ajudar. Antes de iniciar a caminhada, é sempre bom rezar, refletir, planejar e ir adiante, ser fiel, tudo isso ajuda na hora de formular um propósito.

A pergunta que orienta é: O que posso oferecer ao Senhor para ajudá-lo a carregar sua cruz?

O amor desperta a criatividade. Por isso, reunimos algumas ideias que vão além de deixar a carne ou o chocolate de lado. São itens que ajudam a ser um filho ou uma filha melhor diante do Pai.

Em relação a mim mesmo

Olhar para si e descobrir as debilidades que precisam ser melhoradas e as virtudes que podem ser acentuadas. Por exemplo, sobre a saúde: ofereço o esforço de praticar exercícios físicos, abdicando-me de alimentos que me fazem mal, respeitando meu corpo em relação às roupas (usando peças dignas), cuidando da higiene pessoal.
O cuidado pode se estender também à mente: estudar mais, ler conteúdos construtivos, cultivar a pontualidade, trabalhar algum vício, passar menos tempo na internet ou em redes sociais.

O mesmo vale para meus talentos: se sei tocar algum instrumento ou cantar, como posso colocá-lo a serviço dos demais? Como contribuir com as pessoas e a comunidade se sei costurar, cozinho bem, posso colaborar com a faxina, gosto de escrever, faço arranjo de flores, tiro fotos, cuido de crianças ou idosos? Cada um sabe de suas virtudes e pode colocá-las como dádiva quaresmal.

Em relação ao próximo

Na cultura digital é cada vez mais difícil o encontro pessoal, olho no olho. Aí está uma ideia que pode ajudar. São pontos bem práticos: ir ao encontro daqueles que estão afastados, escrever, cumprimentar com alegria todos que encontro pessoalmente, passar mais tempo com as crianças e idosos, deixar o celular de lado em determinado período, conversar mais tempo com as pessoas, não falar mal do próximo, ressaltar apenas as qualidades dos colegas, ser atento com todos ouvindo tudo o que têm a dizer, dar lugar para outros se sentarem no ônibus, trem ou metrô…

Os meios digitais também podem ajudar quando utilizados de maneira sadia: enviar mensagens àqueles com quem pouco converso, se interessando por sua amizade; responder prontamente aos que me procuram; ler as notícias importantes do país e da cidade, para saber o que Deus espera de mim e também rezar nessas intenções.

Neste ano especial, os atos de amor oferecidos ao Senhor na Quaresma não podem deixar de passar pelas obras de misericórdia:

Obras de misericórdia corporais:
– Dar de comer a quem tem fome;
– Dar de beber a quem tem sede;
– Vestir os nus;
– Dar pousada aos peregrinos;
– Acompanhar os enfermos;
– Visitar os presos;
– Enterrar os mortos.

Obras de misericórdia espirituais:
– Dar bom conselho;
– Ensinar os ignorantes;
– Corrigir os que erram;
– Consolar os que sofrem;
– Perdoar as injúrias;
– Sofrer com paciência as fraquezas do nosso próximo;
– Rogar a Deus pelos vivos e falecidos.

Em relação a Deus

Oração e sacrifício são as palavras chaves para este tempo. Sem elas qualquer propósito perde seu sentido. É interessante planejar determinadas ações para estar junto do Senhor em oração, reservar um tempo para isso. Por exemplo: lendo a Bíblia, participando de orações em comunidade, como a Via Sacra e adoração eucarística, rezando em família, indo à Missa um dia a mais na semana além do domingo, ensinando as crianças a rezar, convidando os conhecidos para participarem da comunidade, me vinculando mais profundamente ao meu Santuário Lar.

Oferecer sacrifícios de amor a Deus, quer sejam os mencionados acima ou outros. Mas, oferecer a Deus algo que seja difícil, acompanhando o grande sacrifício de seu amor misericordioso para comigo.

Tudo isso pode ser aplicado na vida, não apenas no tempo de Quaresma. Mas, é importante acentuar um propósito quaresmal por amor e gratidão a Jesus. Quem deseja deixar-se educar por Maria e colaborar com sua missão no Santuário pode optar pelo Horário Espiritual e continuar assim com essas iniciativas: Clique para saber mais.