Para viver a Aliança de Amor em profundidade!

9 de junho de 2016

Encontro de Membros das Ligas Femininas de Schoenstatt

jun_lafs

Lana de Cássia Andrade/Ir. M. Nilza P. da Silva – No dia do Imaculado Coração de Maria e à sombra do Santuário Permanente Presença do Pai, a Liga Apostólica Feminina e a Liga de Mães do Regional Sudeste e Paraná estiveram reunidas, em Atibaia/SP, para aprofundamento, formação e muita oração. “O tema central girou em torno da misericórdia do Pai; sabemos que Cristo é o rosto da misericórdia do Pai e Maria, nossa Mãe, a Rainha ‘de’ e ‘da’ misericórdia. A vivência inicial, à sombra do Santuário da Presença Permanente do Pai, permitiu iniciar o retiro depois de passar pela Porta da Misericórdia,” diz Maria Rita Vianna, Liga das Mães, São Paulo/SP.

Com palestras, momentos de silêncio e meditação as liguistas vivenciaram que “Ser Membro da Liga, dentro do Movimento de Schoenstatt, significa uma resposta de amor mais profunda e consciente ao Amor que amou primeiro: Deus, o Pai da misericórdia.”

O abandono no amor

A Ir. Diná B. de Souza incentivou as participantes a buscar o caminho para o milagre da misericórdia em suas vidas, pelo aprofundamento da Aliança de Amor. Esse aprofundamento foi realizado por novos Membros e Jardim de Maria, na Liga Feminina. “A minha Consagração foi um profundo agradecimento a Mãe de Deus, por tantas graças que ela me presenteou até hoje. E por querer ser instrumento valioso e fecundo nas suas mãos,” diz Madalena Cerantola, São Paulo/SP.

Na noite do sábado, elas aprofundaram-se no amor misericordioso de Deus Pai, meditado na Parábola do Filho Pródigo. Todas puderam compreender melhor o amor do Pai pelo filho mais novo que regressou, mas também o amor pelo filho mais velho. Isso impulsiona a uma entrega sem reservas, como revela Maria Cristina Rodrigues, Membro da Lafs de São Paulo/SP: “A minha querida Mãezinha, por amor permito, que disponha de mim, a todo tempo. Sou inteiramente sua”.

jun_maesw1

Fortalecidas pela vivência de misericórdia

Para Maria Rita, o momento mais marcante do encontro foi “a vivência ‘Uma hora para o Senhor’. Ter Jesus exposto na nossa custódia, bem pertinho de nós, derramando seus raios de misericórdia que Ele conquistou com sua paixão, morte e ressurreição, sua entrega plena aos planos da Divina Providência em sua vida. Momentos de intimidade com Jesus, de receber e pedir perdão… Momentos de Cenáculo, sentia-se forte a presença do Espírito Santo nos conduzindo para sermos membros da Liga das Mães, custódias vivas, puras, íntegras e santas!”

Neste final de semana, “foi como reabastecer as energias e renovar os propósitos da busca pela santidade”, diz Sandra Helena. E Maria Wilma, de Brasília/DF, conclui: “Vivenciando o mundo de Schoenstatt como LAFS, experimentamos a graça em ser chamada e escolhida por Deus… Neste ano da Misericórdia, agradeço a Deus e a todas que me possibilitaram este novo crescimento espiritual. Ficamos nisto. Mors Sola.”