Olhou-me com misericórdia e me escolheu

28 de janeiro de 2016

“Tua mão, ó Pai, se inclinou e elegeu pequenas filhas prediletas”.

jufemKaren Bueno – O ano começa com “ares de misericórdia” para as dirigentes de Apóstolas Luzentes de Maria no regional Sudeste. O final de semana prepara 34 jovens para trabalharem com as pequenas e futuras integrantes da Jufem (Juventude Feminina de Schoenstatt). Nos dias 23 e 24 de janeiro o Santuário do Jaraguá, em São Paulo/SP, recebe as jovens de quatro estados para seu encontro anual, que em 2016 tem como tema: “Olhou-me com misericórdia e me escolheu”.

As palestras tratam de assuntos fundamentais para o trabalho com as Apóstolas. Ir. Adriane Maria Barbosa, nova assessora da Juventude Feminina de Schoenstatt no Paraná, fala do Ano da Misericórdia, suas características e o que o Papa espera de cada uma. Ela explica o sentido da indulgência plenária e como tornar prática a vivencia deste tempo santo.

Já Miriam Maria Bueno, pedagoga, do Instituto de Famílias de Schoenstatt, tem o desafio de explicar as fases de desenvolvimento da criança. Ela diz que não existe uma fórmula exata para lidar com cada uma, mas que elas apresentam algumas características gerais em cada idade. Por exemplo: de 3 a 6 anos existe uma mistura de fantasia com realidade, as crianças têm dificuldade de distinguir o que é real e o que não é, aprendem pelo sentido, gostam de trabalhar com aquilo que veem e tocam, as coisas entram mais facilmente em seu coração. De 7 a 11 anos as crianças precisam de coisas mais concretas para entender a mensagem, elas aprendem tocando, vendo mapas, ouvindo músicas, fazendo desenhos. Para as mais velhas, de 12 anos em diante, Miriam alerta sobre a importância de cultivar o silêncio, pois atravessam uma fase de descoberta e necessitam desse momento.

A reflexão gera um trabalho em grupo, divido entre as dirigentes que acompanham diferentes fases das Apóstolas Luzentes. Tudo isso as ajuda e ensina como liderar melhor o seu grupo, formando pequenas Marias.

No domingo a palestra da assessora regional, Ir. M. Lidiane Francisconi, pontua as correntes de vida da Igreja e do Movimento Apostólico de Schoenstatt, motivando para a constituição de um lema para o ano. Com trabalhos em grupo as jovens definem o lema de 2016: “Misericordiosa como o Pai, seja luz no mundo!”.

Cor Unum

Pela primeira vez o encontro de dirigentes de Apóstolas se realizou no Santuário do Jaraguá – ele sempre acontecia em Atibaia/SP. O pedido partiu das lideranças da Jufem paulistana: “Foi uma experiência muito boa. Contamos com a ajuda dos ramos do Movimento no Jaraguá e com as famílias da Jufem, por isso falamos que foi uma ‘mini missão’, já que acabamos missionando as famílias que receberam a gente, uma experiência muito boa, muito prazerosa”, diz Camila Carlos Moreira, dirigente no Jaraguá.

Muitas jovens não conheciam o Santuário Sião Cor Unum in Corde Patris (Tabor da Unidade dos Corações no Pai): “Eu adorei, foi muito rico, bem diferente. A acolhida das jovens de São Paulo foi ótima, a gente se sentiu muito amparada”, conta Laís Moura Stephane, de São Sebastião do Paraíso/MG.

“Semana” de trabalho

O encontro de dirigentes abriu a tradicional Semana de Trabalho, que neste ano foi um pouco diferente. Geralmente um grupo de dirigentes fica no Santuário, após o encontro, para preparar o material de estudo para o ano. Em 2016 todas foram convidadas a continuar e colaborar na confecção do livro. O trabalho foi realizado em apenas dois dias, na segunda e na terça-feira, por cerca de 20 jovens que se dedicaram bastante na pesquisa e escrita.

As Apóstolas Luzentes de Maria são crianças, meninas, que pertencem ao ramo da Juventude Feminina de Schoenstatt. Desde pequenas elas levam o ideal de ser luz no mundo e um singelo reflexo da Mãe de Deus para a humanidade.

Mais informações sobre as Apóstolas em jufem.com.br