O que te leva a servir?

22 de janeiro de 2016

Nós colaboramos com a Mãe e Rainha.

voluntariosKaren Bueno – O Bom Deus e a Mãe e Rainha acompanham seus filhos durante todos os dias do ano, 24 horas por dia, em constante cuidado. É impossível ao ser humano retribuir todo esse amor na mesma medida, mesmo assim há muitas pessoas que se esforçam bastante para oferecer um “grãozinho de areia” de reconhecimento filial ao Pai.

Um grande exemplo disso são os inúmeros voluntários que colaboram nas atividades dos Santuários de Schoenstatt por todo Brasil. A missão é imensa, mas por meio deles a MTA consegue sempre mais cumprir sua missão perante este povo. “Ser voluntário representa o amor”, diz Vilma Sousa de Cristo, voluntária há 15 anos no Santuário do Rio de Janeiro/RJ junto ao marido. Como ela, muitos outros oferecem inúmeros atos de amor e gratidão pelas graças recebidas diariamente. No Rio de Janeiro não faltam exemplos…

Algumas histórias, um grande estímulo

Desde que o Santuário Tabor Redenção da Família foi inaugurado, em 1998, a Sr. Marlene Gonçalves da Cunha está sempre ali, apesar de morar bem distante, no bairro Vista Alegre. “Por que vem de tão longe?”, pergunto. Ela responde convicta, sorrindo: “Ah filha, eu amo essa Mãe!”. Aonde for preciso – na lojinha, no bazar, na cozinha – lá está Marlene, que é aposentada. Toda quarta-feira ela viaja, pode-se assim dizer, para colaborar no Santuário e nos dias de festa até dorme para participar de toda programação. Sua conclusão é espontânea: “Eu gosto, amo ser voluntária. Vou ficar em casa olhando televisão?! Não, vou ajudar quem precisa”.

Com toca, avental e carinho está sempre a Sr. Marina Gomes Santana na frente do fogão. Ali ela chega e já sabe: sua tarefa é fritar pastéis. A conversa animada e a alegria contagiante escondem as marcas de dor que ficaram gravadas pela morte do filho e do marido. “Digo que eu não recebo a Mãe, mas é ela que me recebe de braços abertos”. Marina conta que o trabalho voluntário, o ‘sair-se de si mesma’ e colocar-se a serviço dos demais lhe ajudou muito a superar o sofrimento e renovar sua fé. “Se o trabalho é para a Mãe Peregrina, a Marininha está sempre lá”, brinca.

Janaína Gouvêa e Zilda Gonçalves também trabalham nas barracas, colocando a “mão na massa”. Mas elas encontraram, além disso, outra forma de ajudar. Regularmente as duas senhoras visitam a Mãe e Rainha e fazem adoração, compondo o grupo de “Guardas do Santuário”. Essa é outra forma de servir, por meio da oração: “É muito bom a gente poder ajudar no Santuário da Mãe, são glórias”, dizem.

Precisamos de sua ajuda

voluntaria

A assessora do Movimento Apostólico de Schoenstatt no Rio de Janeiro, Ir. M. Agnes Marqueto, chega a afirmar que “o Santuário não poderia existir sem esse grupo de pessoas profundamente generosas”. Ali são duas Irmãs de Maria para assessorar o terceiro estado mais populoso do país. “Voluntários são pessoas comprometidas e envolvidas na missão. Eles se doam inteiramente, realizam e fazem crescer a Obra pela doação de si mesmos. Tem um pensamento que diz assim: Deus ama quem dá com alegria; eu acrescento e digo que Deus realmente ama esse grupo com amor de predileção”.

Mas não é só o Santuário do Rio de Janeiro que tem e precisa de voluntários. Em todo país há Centros de Schoenstatt carentes de mais corações generosos que doem algumas horas de serviço por amor e gratidão à Mãe e Rainha. Qualquer pessoa pode participar da Pastoral do Santuário e ser um instrumento para um mundo novo.

As tarefas e realidades mudam de um Santuário para o outro, cada um tem suas particularidades, mas em geral os principais serviços são:

– Colaboração nas barracas e locais de alimentação
– Ajuda nos bazares
– A recepção de peregrinos
– Limpeza e organização
– Guardas Nobres do Santuário (oração)
– Liturgia (cantos, leitores, etc.)

As comunidades responsáveis pelos Santuários estão sempre prontas a acolher mãos serviçais que amam Maria e desejam dar um pouco de si na missão. Não precisa ser algo frequente ou o dia todo, o pouco torna-se muito quando oferecido com amor. Se este é seu caso, entre em contato com o Santuário mais próximo: Clique para ver todos os endereços e contatos.

Algumas fotos dos voluntários do Rio de Janeiro