Nossa vida: um dom, uma oportunidade

14 de abril de 2015

Retiro para casais na maturidade.

liga-de-familiasKaren Bueno – 15 casais experientes do regional Sudeste, que estão juntos há vários anos e trazem uma vasta bagagem de vida, passam dois dias de retiro junto ao Santuário de Atibaia/SP. As faces não são tão jovens, porém a alegria e o entusiasmo se comparam aos encontros da juventude – os corações juvenis ainda se deixam abrasar pela Aliança de Amor. Sábado e domingo, dias 11 e 12 de abril, acontece a segunda edição do retiro ‘Vivendo a Aliança na maturidade’, promovido pela Liga de Famílias de Schoenstatt.

O tema deste ano é ‘Nossa vida: um dom, uma oportunidade…’. “O objetivo é descobrir, mesmo com as limitações físicas ou, às vezes, com o sentimento de exclusão, aquilo que Deus quer agora de cada um, buscando a integridade, a sabedoria, se conscientizando de que podem dar muito para outras pessoas”, diz Ir. Lucia Maria Menzel, assessora da Liga de Famílias no regional Sudeste.

José e Eloína Sales, de Taubaté/SP, participam pela primeira vez do retiro: “É bom participar dos encontros para sempre nos renovarmos”, diz a esposa. Também Maria Luísa e Mariano Silva, de Cotia/SP, aproveitam o final de semana para momentos de reflexão. Recentemente eles celebraram 32 anos de matrimônio: “Estar nesse retiro é um prêmio, renovar os votos matrimoniais e a Aliança de Amor com a Mãe de Deus nos dá muita satisfação, força, sabedoria. Para nós, como casal, é muito importante perseverar, sendo exemplo para os filhos, netos, familiares”.

Amor verdadeiro

Na parte da manhã de sábado, Ir. Lúcia Maria lança um olhar às diversas etapas da vida, falando um pouco do que a Psicologia diz de cada uma delas. Ela coloca os pontos positivos e negativos: “Eles precisam se conscientizar para aproveitar bem essa fase que estão vivendo, com suas dificuldades e oportunidades”.

À tarde, Pe. Ottomar Schneider compartilha sua própria experiência. Aos 79 anos, o Padre de Schoenstatt diz que a vida de cada um tem sido escrita pela Divina Providência. Ele também comenta das dificuldades que as pessoas mais velhas enfrentam em um mundo digital; suas reflexões seguem à luz da Pedagogia do Pe. Kentenich.

“Participar desses encontros nos proporciona um convívio sadio, as pessoas que estão aqui são felizes pela vida que têm e querem continuar assim”, ressaltam Maria do Carmo e Armando Pereira, de São Paulo/SP. “A gente participa do encontro visando o bom relacionamento, o amadurecimento – nós já estamos um tanto maduros, mas sempre se aprende um pouco mais. A boa convivência dos casais que estão conosco nos fortalece, a gente se identifica. O retiro nos incentiva, porque vemos a harmonia, o carinho, a sinceridade entre os outros casais, isso é muito bonito, não é um amor de ficção, é verdadeiro”.

Ir. Lúcia Maria se diz surpresa com o retorno que tem dos casais, todos muito contentes por esse encontro, por poder partilhar experiências com pessoas da mesma faixa etária. “Os casais não param no dia-a-dia para refletir, a rotina não permite, e isso é muito importante para eles, que parem e tirem um tempo para conversar”, diz a assessora. Pela importância desse retiro para os esposos, Ir. Lúcia Maria Menzel já o aponta como um evento oficial no calendário da Liga de Famílias de Schoenstatt.