Nesta Semana Santa, reze a Via-Sacra

2 de abril de 2015

Recordando o imenso amor de Deus por cada um.

via-sacra-2Karen Bueno – “Rezem com frequência a Via-Sacra, se possível diariamente, e a vida do Salvador nos será revelada de forma renovada e profunda”, diz o Pe. José Kentenich. A oração, rezada tipicamente na Quaresma, é uma meditação que pode ser feita também nas outras épocas do ano, e recorda o imenso amor de Deus pela humanidade.

O Fundador de Schoenstatt afirma: “A Via-Sacra é um caminho que me desprende totalmente dos últimos restos de perturbações egocêntricas. É um caminho que me permite estar de pé, um caminho para o qual estive preparado há muitos anos e que me enche de alegria. É um caminho da perfeita liberdade dos filhos de Deus, e que desemboca na eternidade”.

Para o Diác. João Luiz Pozzobon, a Via-Sacra também é uma oração muito importante, ele a rezava muitas vezes e compreendia seu sentido de maneira ampla. “Parece-me que, para mim, foi uma grande coisa [rezar a Via-Sacra] e sempre quando andava para fora, assim nos campos, caminhando, eu sempre tinha esse espírito do grande sacrifício de Cristo, que carregava a cruz e fez aquilo pelo amor de todos. Então, da minha pequena parte, também queria me incluir, também cooperar um pouco no sacrifício”.

O Papa nos ajuda

O Papa Francisco, durante a Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro/RJ em 2013, reza a Via-Sacra com os jovens e dá algumas dicas para aproveitar bem essa meditação:

A Via-Sacra fala de amor: “O que a Cruz deu aos que olharam para ela, aos que a tocaram? O que a Cruz deixou em cada um de nós? Ela nos dá um tesouro que ninguém mais pode dar: a certeza do amor fiel que Deus tem por nós”.

Pede confiança em Deus: “Na Cruz de Cristo, está todo o amor de Deus, está a sua imensa misericórdia. E este é um amor em que podemos confiar, em que podemos crer. Confiemos em Jesus, abandonemo-nos a Ele, porque nunca desilude ninguém! Só em Cristo morto e ressuscitado encontramos a salvação e a redenção”.

Convida à ação: “Mas a Cruz de Cristo convida também a deixar-nos contagiar por este amor; ensina-nos, pois, a olhar sempre para o outro com misericórdia e amor, sobretudo quem sofre, quem tem necessidade de ajuda, quem espera uma palavra, um gesto; a Cruz nos convida a sair de nós mesmos para ir ao encontro destas pessoas e lhes estender a mão”

Mostra nosso lugar na história: “E você qual destes quer ser? Como Pilatos, como o cireneu, como Maria? Agora Jesus está olhando para você e lhe diz: Quer ajudar-me a carregar a Cruz? Irmãos e irmãs, com toda a sua força jovem, que lhe respondem?”.

Recorda que Jesus sofre conosco: “Na Cruz de Cristo está o sofrimento, o pecado do homem, o nosso também, e Ele acolhe tudo com seus braços abertos, carrega nas suas costas as nossas cruzes e nos diz: Coragem! Você não está sozinho a levá-la! Eu a levo com você. Eu venci a morte e vim para lhe dar esperança, dar-lhe vida”.

Revela a justiça de Deus: “[A Cruz] revela um julgamento: Deus, ao nos julgar, nos ama. Lembremos disso: Deus nos julga amando-nos. Se eu aceito seu amor, então sou salvo; se o rejeito, então me condeno. Não é Ele que me condena, sou eu mesmo, porque Deus nunca condena, Ele só ama e salva”.

Guia para a Páscoa eterna: “Ó Jesus, guiai-nos da Cruz à Ressurreição, e ensinai-nos que o mal não tem a última palavra, mas sim o amor, a misericórdia e o perdão. Ó Cristo, ajudai-nos a exclamar outra vez: ‘Ontem fui crucificado com Cristo, hoje sou glorificado com Ele. Ontem morri com Ele, hoje vivo com Ele. Ontem fui enterrado com Ele, hoje ressuscito com Ele’”.

Clique para ver o texto da Via Sacra na íntegra

Via-Sacra da vida

O Sr. João Pozzobon escreve: “Conserva o amor e a fidelidade, que tudo será alcançado. Não receies a cruz, porque, por meio de sacrifícios, encontrarás as alegrias”. Ele fala da Via-Sacra da vida, das cruzes do dia-a-dia que todos têm de enfrentar, e aponta o caminho para chegar à glória, como Cristo: conservar o amor e a fidelidade.

Que possamos seguir as palavras do Papa Francisco no dia 29 de março de 2013: “Então continuemos esta Via-Sacra na vida de todos os dias. Caminhemos juntos pela senda da Cruz, caminhemos levando no coração esta Palavra de amor e de perdão. Caminhemos esperando a Ressurreição de Jesus, que tanto nos ama. É tudo amor!”.