Misericórdia e missão no Encontro de Crato/CE

10 de maio de 2016

Em família, no Ano Jubilar.

cratoFamília de Schoenstatt de Crato/ Ir. M. Rosequiel Fávero – Nos dias 22, 23 e 24 de abril deste ano aconteceu o 19º Encontro Diocesano do Movimento Apostólico de Schoenstatt na Diocese de Crato/CE, no Centro de Expansão Dom Vicente de Araújo Matos, no bairro Granjeiro, na cidade de Crato/CE. O encontro reuniu os coordenadores paroquiais da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt (CMPS) e os representantes do Terço dos Homens Mãe Rainha (THMR) das 54 paróquias (32 cidades) da Diocese de Crato/CE.

O encontro foi um final de semana de formação schoenstattiana, iniciando na sexta-feira com a celebração da Santa Missa presidida pelo Pe. Francisco Wesley Barbosa, do Seminário São José, e a “Vicência da Misericórdia”, baseada no livro de orações e cantos ‘Schoenstatt em saída’.

O sábado começa e segue muito intenso. Após a Santa Missa presidida pelo Pe. José Ricardo Barros, assistente eclesiástico na Diocese, a Ir. M. Cassiana Jänisch fala, em sua palestra, sobre o tema “Salve Rainha, Mãe de Misericórdia”. Nela, enfatizou que “é tempo de misericórdia, é tempo de redescobrir, junto com toda Igreja, o amor de Deus como Pai amoroso… Maria viveu profundamente esse amor, foi ela quem gestou e gerou o verdadeiro amor, por isso ninguém melhor do que ela para ensinar e direcionar à paternal misericórdia de Deus”.

A manhã foi encerrada com o Pe. Rocildo Alves Lima Filho e o tema “O Ano da Misericórdia”, mostrando que o apostolado da Campanha e do Terço dos Homens está em sintonia com a Igreja. Pe. Rocildo frisou que este Ano Jubilar é uma grande oportunidade para deixar-se transformar pela misericórdia de Deus e assim ser sua testemunha.

Em família

terço

À tarde foi a vez de Francisco Alves de Souza – conhecido como ‘Chiquinho da Mãe Rainha’ – falar sobre a importância do Santuário Lar na vida da família, em cada residência.

No início da tarde, a Ir. M. Cassiana dedicou-se ao tema “Schoenstatt em Saída” e ressaltou que é preciso superar uma pastoral de conservação para assumir uma pastoral decididamente missionária e em saída, numa atitude de conversão pastoral, ajudando os outros a conhecerem Jesus, fascinando-se por ele e colocando-se, assim, a serviço dele.

O Pe. Vileci Basílio Vidal, coordenador diocesano das pastorais e movimentos na Diocese, em sua participação ressaltou a grande contribuição da CMPS e do THMR, lembrando a missão que têm junto à Igreja. Na Diocese de Crato são mais de 3.500 imagens peregrinas da Campanha, distribuídas por 55 paróquias, em 33 cidades – em mais da metade dessas cidades as paróquias têm cerca de 40, 50 ou mais imagens peregrinas e a CMPS está presente em quase todas as comunidades.

Ainda no sábado, às 18 horas, os coordenadores rezam o Terço, meditado pelos representantes do THMR, e depois do jantar participam da adoração ao Santíssimo Sacramento.

Sinal de misericórdia

No domingo, Ir. M. Cassiana ressaltou a missão dos coordenadores paroquiais da CMPS e seus missionários, enfatizando a necessidade de terem auxiliares nas coordenações paroquiais e a importância de vivenciarem, nas paróquias, uma espiritualidade schoenstattiana, transmitindo o amor ao Pai e Fundador e à Aliança de Amor.

Logo após, Pe. Ricardo ressalta a meta para a Obra de Schoenstatt na Diocese de Crato em 2016. Os participantes se alegram com a visita do Pe. José Vicente Alencar Pinto, o vigário geral da diocese, que vem em nome do Bispo, Dom Fernando Pânico, uma vez que o mesmo estava em viagem. Em suas palavras enfatizou o papel que a CMPS desenvolve e o acompanhamento do Pe. Ricardo no apostolado com as famílias.

Antes da missa de encerramento, presidida pelo vigário geral e concelebrada por Pe. José Ricardo e Pe. Antonio Romão, é apresentada a nova coordenação diocesana da CMPS na Diocese de Crato, que é enviada, junto a todos os outros coordenadores, para a grande missão que realizam.

Com informações de tabormta.org e maerainhanadiocesedecrato.blogspot.com.br