Maria Cor Ecclesiae: Seminaristas diocesanos selam a Aliança

5 de novembro de 2015

“Sob a proteção de Maria queremos aprender a educar-nos para sermos sólidos e livres caracteres sacerdotais” (Documento de Pré-Fundação).

seminaristasIr. M. Rosequiel Favero – No início dos anos 80, quando o querido São João Paulo II visitou pela primeira vez o Brasil, a Família de Schoenstatt de Porto Alegre/RS fez chegar ao local de sua hospedagem o quadro para o futuro Santuário de Schoenstatt da capital gaúcha. Tal fato não só alegrou a todos os schoenstattianos na época, mas influenciou sensivelmente a escolha do ideal do Santuário, inaugurado em julho de 1986: Maria Cor Ecclesiae (Maria Coração da Igreja).

Passadas quase três décadas desde sua inauguração, o Santuário de Schoenstatt de Porto Alegre já provou ser um local de irradiação especial para uma parcela muito importante da Igreja. Como ‘Cor Ecclesiae’, a MTA tem acolhido inúmeros seminaristas e sacerdotes na Aliança de Amor, transformando o Santuário, que em 2016 completa 30 anos, num local de abrigo e educação para estes que tem a bela, mas árdua tarefa, de serem pastores do rebanho de Cristo.

Em 18 de outubro deste ano, essa realidade teve uma expressão muito forte não só nas cinco Missas da Aliança, presididas por membros do clero da arquidiocese, mas especialmente pela Aliança de Amor selada por nove seminaristas diocesanos.

Os seminaristas, estudantes de filosofia, foram preparados para este momento por padres da União dos Sacerdotes Diocesanos de Schoenstatt da Arquidiocese de Porto Alegre. Visivelmente concentrados e conscientes da importância do momento, Anderson, Charles Kermaunar, Marlo, Rodrigo, Darlan, Lucas, André, Charles Kruel e Artur demonstraram grande alegria em agora fazer parte desta Família espiritual, partilhando a responsabilidade pela sua missão.

Que a MTA, Coração da Igreja, os acompanhe e eduque ao longo de sua formação e lhes conceda a graça de alcançar o objetivo de servir, como pastores, a Igreja de seu Filho.

Fonte: tabormta.org