Mais um presente para a Mãe em Guarapuava

21 de junho de 2015

Um ano inteiro de conquistas para a MTA.

guarapuavaElidiane e Paulo Lima – No último dia 18 de junho é celebrado no Santuário Tabor das Vocações, em Guarapuava/PR, o quarto dia da novena em preparação ao jubileu de 25 anos do Santuário. Mensalmente a Família de Schoenstatt conquista um presente para a Mãe de Deus, e em junho a dádiva ofertada é a pintura do Santuário.

A Santa Missa de renovação da Aliança de Amor é preparada pela Liga de Famílias e presidida por Pe. Antônio Carlos de Lima. A liturgia é um convite para que cada um renove a consagração do Santuário Coração, especialmente neste mês do Sagrado Coração, fazendo uma reflexão e se empenhando em viver as exigências da Aliança de Amor.

Na homilia, Pe. Antônio Carlos diz que esse é um momento de ação de graças, onde cada um deixa seu lar e busca no Santuário as graças que necessita. Sobre a liturgia, fala da vida de oração que cada um deve cultivar: “O evangelho cita a maneira, a forma que devemos rezar. Há um valor especial quando a comunidade reza unida, pois cada um traz sua intenção e elas se unem. A oração particular nossa, somente entre eu e Deus, tem também um valor muito grande. O evangelho chama a atenção para isso. A oração deve brotar do fundo do coração; não precisamos gritar nas praças para que todos ouçam”.

Segundo o sacerdote, a oração pede ações concretas: “Um fator muito importante que não pode faltar na nossa vida de oração é o perdão. Todos nós precisamos perdoar, para que possamos ser perdoados. A oração do Pai Nosso, que o próprio Jesus nos ensinou, é uma oração muito rica, uma oração do nosso cotidiano, porém precisamos refletir sobre suas palavras, para que possamos praticá-las e não somente falar da boca para fora, mas senti-las em nosso coração”.

Para renovar o Santuário Coração

No final da Santa Missa, todos caminham do salão para o Santuário. As luzes são apagadas e somente as tochas e lamparinas iluminam o caminho, ao fundo o sino toca indicando a romaria que peregrina ao encontro da Mãe e Rainha. Quando todos chegam à frente do Santuário, as luzes são novamente acesas e todos podem contemplar pequenos Santuários de papel colados nas paredes do Santuário. As pessoas são, então, orientadas a retirar um papel e assim procurar cumprir o propósito que vem escrito nele.

Cada cartão contém o seguinte texto: “Neste mês quero também renovar o meu Santuário Coração e como propósito vou me empenhar por viver melhor as exigências da Aliança de Amor, em especial…”. E cada um recebia uma das seis exigências da Aliança para intensificar neste mês. São elas:
– Provai primeiro que realmente me amais e tomais a sério os vossos propósitos;
– Esta santificação exijo de vós;
– Elevai ao máximo as exigências a respeito de vós mesmos (em relação ao esforço pela autoeducação);
– Pelo fiel e fidelíssimo cumprimento do dever.
– Por zelosa vida de oração.
– Trazei-me muitas contribuições ao Capital de Graças.

Por fim todos renovam a consagração à Mãe de Deus, entregando-lhe novamente o coração, e depois da bênção final se dirigem à Pira de Engling para a queima dos símbolos de contribuições ao Capital de Graças.

Mais fotos