Mais um Bispo schoenstattiano

3 de março de 2015

Um sacerdote diocesano da República Dominicana.

bispoO Papa Francisco nomeou o Pe. Andrés Napoleón Romero Cárdenas como bispo da Diocese de Barahona, na República Dominicana. Ele pertence ao Instituto Secular dos Sacerdotes Diocesanos de Schoenstatt desde 1999.

Entre suas atividades, Pe. Andrés atende ao Santuário de Schoenstatt em San Francisco de Macorís, o Santuário Getsemani. No dia 23 de fevereiro chega à imprensa dominicana o comunicado oficial do Núncio Apostólico no país, Dom Jude Thaddeus, anunciando a nomeação do novo bispo.

Pe. Cárdenas é o segundo sacerdote diocesano de Schoenstatt a ser nomeado bispo na Republica Dominicana e o quinto no mundo todo. Antes dele foram anunciados Dom Ignazio Sanna (Itália), Dom Robert Zollitsch (Alemanha), Dom Fausto Mejía (República Dominicana) e Dom Michael Gerber (Alemanha). Além desses, há ainda outros bispos schoenstattianos ordenados, que pertencem ao Instituto Secular dos Padres de Schoenstatt.

Trajetória

Pe. Andrés Napoleón Romero Cárdenas nasceu no dia 24 de julho de 1967 na cidade de Ramonal Arriba, Diocese de São Francisco de Macorís, na República Dominicana. Ingressou no seminário em 1983 e logo passou à Pontifícia Universidade Católica Mãe e Mestra, onde recebeu a licenciatura em Filosofia e Literatura (1987-1991) e em Ciências da Religião (1991-1995). Em 2001 obteve licenciatura em Teologia Bíblica na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma.

Foi ordenado sacerdote em 8 de julho de 1995. Durante os anos de seu ministério, exerceu diversos cargos: Reitor do Seminário Menor São Francisco de Assis, onde também atuou como professor e formador; diretor da obra diocesana das vocações sacerdotais; vigário paroquial da comunidade Sagrada Família; deu aulas sobre a Sagrada Escritura; diretor da Faculdade de Filosofia e depois da Faculdade de Teologia, assim como formador do Pontifício Seminário São Tomás de Aquino; pároco das comunidades do Espírito Santo e de São Pedro Apóstolo na cidade de San Francisco de Macorís; diretor do Santuário de Schoenstatt, cuja missão é Getsemani; assessor da Pastoral Universitária na Universidade Católica Nordestina (UCNE); e por último, pároco da Catedral Santa Ana, em San Francisco de Macorís.

A ordenação episcopal de Pe. Cárdenas será no dia 25 de abril, às 10 horas, na cidade de Barahona. Rezemos para que a Mãe Três Vezes Admirável conduza seu atuar entre a comunidade diocesana, para que ele seja um bom pastor, promovendo a cultura da Aliança entre seu rebanho e conduzindo muitos ao encontro com Deus.

Com informações de: conferenciadelepiscopadodominicano.com e sch.org

  • Francisco Parente de Carvalho

    Muita graças e luz, para Dom Andrés Napoleon Romero Cardenas.