Mais de 500 homens em peregrinação

29 de junho de 2016

THMR da Diocese de Presidente Prudente abraça o Santuário

jun_2016

Waldomiro e Cristina Gatto – A chuva e o frio deram uma trégua e os homens do Terço dos Homens Mãe Rainha, da Diocese de Presidente Prudente/SP puderam, no dia 19 de junho, fazer sua Romaria Anual ao Santuário Tabor da Esmagadora da Serpente, em Londrina/PR.

Aproximadamente 520 homens, de 14 cidades da diocese,  vivenciaram um dia muito especial. Alguns levaram suas esposas para conhecer este santo lugar de graças. Começaram as atividades rezando o terço  e “abraçando o Santuário”.

Acompanhados pelas esposas

Paralelo a programação dos homens, as mulheres foram recebidas pela Ir. M. Gláucia Carine Couto, refletiram sobre a Filialidade e foram assim introduzidas na espiritualidade de Schoenstatt.  Já os homens, após a reza do terço, dirigiram-se à capela onde o Pe. Wilton José Milhorança, Assistente Diocesano do Terço dos Homens, em um momento de espiritualidade, medita sobre a Importância dos sacramentos. Alerta a todos sobre a importância da participação nas missas e dos sacramentos da eucaristia e da reconciliação, como caminho para a santidade.

Selam a Aliança de Amor

Pe. Carlos Shimura, Assessor Regional do Terço dos Homens, levou-os a refletir sobre a vinculação à Mãe de Deus, com o tema: Eu pertenço à Mãe e Ela me pertence. Fez também uma breve explicação sobre a Aliança de Amor, que 40 homens, os primeiros de nossa Diocese, selaram com nossa Rainha, neste dia. Dentre eles, um jovem de 12 anos, João Vitor Mazzi, que se preparou junto a seu pai, Vander Mazzi, e os demais membros de alguns grupos do terço da diocese.

Após o almoço, a Santa Missa é presidida pelo Pe. Carlos Shimura acompanhado pelos padres Wilton José Milhorança e Alex João de Santana. Em seguida, foram enviadas 11 imagens da Mãe Peregrina para o Terço dos Homens.

Pe. Alex veio de Montalvão, um distrito de Presidente Prudente, com 60 homens, para buscar duas imagens do Terço dos Homens da Mãe Rainha. Ele estava muito feliz em poder trazer seus paroquianos e declarou: “O Terço é uma revolução nos tempos de hoje na igreja. Famílias estão se reestruturando, os homens voltam ao convívio do lar.” Também era grande o entusiasmo dos homens. Um deles diz: “Já visitei a casa de nossa Mãe em Aparecida como devoto, mas aqui venho buscar minha educação.”