Magnificat: O Senhor fez maravilhas!

19 de maio de 2015

Congresso de Pentecostes: Dia de gratidão!

20150519_48684Pfingstkongress_FotoBrehm

Ir. M. Nilza P. da Silva – “Uma viagem mundial, contemplando as glórias da Mãe e Rainha, nas celebrações do Centenário da Aliança de Amor!” Assim se pode resumir o segundo dia do Congresso de Pentecostes, 19 de maio, que reúne representantes da Família de Schoenstatt do mundo todo, em Schoenstatt/Alemanha.

A abertura do dia se dá com a leituras de palavras do Pai e Fundador, Pe. Kentenich, nos dias que sucederam a celebração do jubileu de prata da Aliança de Amor, em 1939. Ele convida a Família de Schoenstatt a assimilar as festividades do jubileu, sem passar imediatamente para outras celebrações, a fim de que seus filhos espirituais não se tornem superficiais e interpretem o que Deus deseja para os próximos anos. Isso tornou cada participantes muito reflexivo e preparado para uma “viagem internacional” contemplando como cada país celebrou o centenário da Aliança de Amor e que frutos isso deixou para seu país.

Escrevemos a história com a caneta do Fundador

Pe. Ludwig Guthlein, coordenador do evento, lembra: “Estamos escrevendo com a caneta do Fundador! Queremos olhar para as inquietudes de nosso tempo e a vida que há em cada país! Se ontem saímos com a pergunta: como levar adiante a nossa missão? Precisamos também saber agradecer pela missão que recebemos. Para agradecer, hoje, temos a oportunidade de olhar como foi a celebração do centenário em todo o mundo!” Ir. M. Cacilda Becker tem a coordenação da primeira parte, na qual o senhor Mysaga, de Burundi, conta como a Aliança de Amor ajuda outros a viver a fé em seu país. Entre alguns exemplos, ele conta que há um projeto schoenstattiano de formação religiosa para os políticos. Cerca de 200 a 300 políticos comparecem para as reuniões mensais. O Movimento está presente em todas as dioceses e quase todas as paróquias do país. A partir dali, outros países vizinhos iniciaram com a Mãe Peregrina e os ramos do Movimento de Schoenstatt.

Em seguida de um vídeo, no qual contemplamos imagens da celebração em vários países, Ir. Maria Montserrat, da Espanha, responde a pergunta: A pedagogia de Schoenstatt é ainda atual? Sua resposta é que sim, pois, “cada um de nós pode se perguntar: o que seria de mim sem Schoenstatt?” Portanto, Schoenstatt respondeu aos nossos anseios e é capaz também de oferecer respostas aos anseios de outros.

A MTA fez maravilhas fez pelo mundo…

Após um trabalho em grupo, cada país apresenta o que caracterizou as celebrações do centenário em sua nação, quais impulsos isso trouxe e o que mudou após o jubileu. O tempo foi pouco para tudo o que se desejava contar. Mas, os moderadores profissionais, Christiane Rohn e David Brähler, conduzem o trabalho com firmeza e ao mesmo tempo numa atmosfera alegre, de diálogo e cooperação. A tarde é a vez de contemplar o resultado das avaliações online e, em seguida, cada um que desejava podia também apresentar o que as celebrações do centenário mudou na visão de Schoenstatt e que perguntas deixou.

As reflexões se encerram com a apresentação avaliativa das diversas tendas temáticas, da Fackellauf 2014 e da atuação como juventude voluntária, aqui em Schoenstatt, nos meses que antecederam o Centenário da Aliança. “Fizemos um compromisso com os primeiros congregados: Nós assumimos a missão de Schoenstatt e, como eles, seremos os heróis desse novo século”, revela entusiasmado o representante da Juventude Masculina. “Nós temos um segredo com a MTA, no Santuário Original, queremos ser a sua coroa viva!” diz a representante da Juventude Feminina.

Com Cristo, rendemos graças ao Pai

É impossível descrever a dinâmica vital vivenciada nesse dia de gratidão. Muitas vezes subiu ao céu o canto: “Magnificat!” em gratidão pela torrente de graças e vida abundante que jorrou do Santuário Original para o mundo inteiro. A Santa Missa, na Igreja da Adoração, presidida pelo Pe. Tommy Ramalho, acompanhado por 25 padres, dos vários ramos sacerdotais de Schoenstatt, completa a ação de graças e de glorificação a Deus Pai, por ter atuado prodigiosamente na Obra de Schoenstatt em todo o mundo. A imagem da MTA, que acompanha o Congresso, recebeu hoje uma moldura elaborada com fotos que identifica o centenário em cada país e está presente na celebração, na Igreja da Adoração. Para os brasileiros é uma emoção especial quando o grupo de cantos finaliza com o Hino da Mãe Peregrina, entoado em vários idiomas (veja vídeo abaixo).

Em seguida, espontaneamente, muitos se dirigem ao túmulo do Fundador, que se encontra num espaço lateral nesta Igreja, na qual ele celebrou a sua última Santa Missa e devolveu sua vida a Deus. As mãos firmes sobre a sua tumba e a oração silenciosa deixam transparecer a unidade com ele e a responsabilidade em levar para muitos a resposta que Deus nos oferece por meio de seu carisma. Os que ainda desejam, podem ir à Casa da Aliança e contemplar uma amostrar de projetos apresentados nas várias tendas temáticas, nos dias de celebração, aqui no lugar de fundação.

“Magnificat! O Senhor fez maravilhas!”

Ver mais fotos

Hino da Mãe Peregrina em vários idiomas