Liga Feminina: Dirigentes em busca da unidade

19 de fevereiro de 2016

Encontro Nacional do ramo.

lafsKaren Bueno/Karoline Nascimento – Mulheres de todo país participam, neste Carnaval, do Encontro Nacional de Dirigentes da Liga Apostólica Feminina de Schoenstatt, em Londrina/PR. De 6 a 8 de fevereiro, 19 representantes dos estados do Nordeste, Sudeste, Paraná e Sul se juntam para avaliar a história e os caminhos do ramo a quase cem anos de história, num tempo de missão que coloca todo o Movimento Apostólico em saída.

Um dos grandes objetivos do encontro é traçar metas para o jubileu de 2020, quando a Lafs completará cem anos. Os questionamentos enfocam ainda a unidade do ramo no Brasil, baseados no que o Pai e Fundador pensava da Liga Feminina. Assim, as duas palestras, preparadas por Ir. M. Jacinta Donatti e Ir. M. Clarissa Konrad, indicam “O pensar do Fundador sobre o ramo da Lafs”.

A caminho do centenário

Já mirando 2020, as dirigentes saem com o objetivo de criar um Banco de Dados Nacional, com os escritos do Pai e Fundador, sobre o ramo, digitalizados. A Liga foi a primeira fundação feminina formada na Obra de Schoenstatt, no ano de 1920. No Brasil, os primeiros encontros do ramo aconteceram em 1971, em Londrina, por isso escolheram essa cidade para se reunir. Há muitos conteúdos de palestras e conferências que o Fundador dedicou à Liga, com as tradicionais jornadas do ramo, reunindo um rico material histórico que agora será aprofundado.

“O encontro foi frutuoso, estamos caminhando para a unidade da Liga e isso precisa se fazer devagar, com a ajuda do Espírito Santo. Vivemos um momento único com a chegada de novas liguistas, tudo isso será um grande presente que daremos ao nosso Pai e Fundador no centenário da Liga”, diz Lana de Cássia Andrade.

As assessoras que acompanham esse encontro são Ir. M. Lidiane Francisconi, Ir. M. Dionéia Lawand, Ir. M. Jacinta Donati, Ir. M. Diná de Souza e Ir. M. Clarissa Konrad, também o assessor dos ramos femininos no Paraná, Pe. Carlos Shimura. As participantes são do Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Brasília/DF, Rio de Janeiro e Bahia.