Lafs rumo ao centenário de fundação

27 de janeiro de 2015

Tabernáculo Vivo na Mão do Pai, Tabor para os Novos Tempos!

capaKaren Bueno – A Liga Apostólica Feminina de Schoenstatt (Lafs) inicia 2015 cheia de projetos. “Iniciamos o novo século de Schoenstatt com o mesmo espírito dos congregados herois. Queremos refundar Schoenstatt sendo fiel a nossa origem como braço apostólico da Obra”, diz Ir. M. Jacinta Donati, assessora da Lafs.

A perspectiva do ramo mira os próximos cinco anos – em 2020 elas celebram cem anos de fundação. Se para alguns a data parece distante, para a Lafs já é hora de ‘pôr a mão na massa’. “Como meta para esse jubileu, estamos nos preparando para conquistar a unidade nacional; também trabalhamos na elaboração de um manual da Lafs e na reconquista da nossa identidade nacional”, revela Ir. M. Jacinta.

Correntes de vida

Em 2014 diversas dirigentes da Liga selaram a Aliança Filial com o Pai Fundador como presente pelo centenário da Aliança de Amor e todo o ramo se empenhou em conquistar mais corações para a missão. Neste ano, o lema que as motiva é ‘Tabernáculo Vivo na Mão do Pai, Tabor para os Novos Tempos’.

A busca por novas integrantes continua. “Estamos trabalhando junto às assessoras da Juventude Feminina para que as jovens conheçam a Lafs e possam continuar amando e servindo Schoenstatt através do nosso ramo”, conta Ir. M. Jacinta. Para isso elas procuram acolher a Jufem, proporcionando um bom espírito de comunidade.

Como correte de vida, a consagração de novos membros no grau da Carta Branca está bem presente. Há também o projeto de criar um CD com músicas de Schoenstatt, num espírito mais jovem, ideia essa que “persiste e se fortalece como corrente a partir de 2015”, diz Ir. M. Jacinta Donati.

Frutos do centenário

A assessora diz que os frutos do centenário da Liga Apostólica já estão surgindo. “No último Congresso Jubilar, quando foi anunciado o novo Santuário de Schoenstatt em Caieiras/SP, a Liga se sentiu impulsionada a conquistar material e espiritualmente o Tabernáculo deste lugar sagrado”.

A participação da Lafs nas Missões Familiares é também um fruto do espírito do centenário, segundo Ir. M. Jacinta. Em 2015 elas participam pela terceira vez das missões: “Queremos mostrar nosso rosto e identidade a toda Família de Schoenstatt e à Igreja”.

A corrente de vida da Lafs como coração de Schoenstatt é um fruto muito concreto do centenário. Há um grupo mais jovem dentro do ramo que se empenha pela Obra e já começa planejar o encontro que receberá novas jovens no ano de 2016.

  • Dna Cida

    Parabéns!!! Confiantes que a *MÃE* passa na frente preparando tudo, continuem se doando por esta OBRA DE DEUS!!! Abraço.

  • Lúcia M Muniz

    Muito bem. Vamos juntas rumo a 2020.

  • Neyde S. Oliveira

    Parabéns, que o Espirito Santo de Deus, os ilumine e proteja nesta missão.