Juventude Feminina brasileira realiza sua primeira missão

4 de junho de 2015

Mala numa Mãe, Mãe Peregrina na outra e sorriso nos lábios: é hora de missionar.

jufemKaren Bueno – Neste feriado santo de Corpus Christi a Juventude Feminina de Schoenstatt (Jufem) parte pela primeira vez em uma missão exclusivamente sua. Em outros anos as jovens já participaram de missões junto com a Juventude Masculina e com a Obra das Famílias, porém essa é a primeira vez que realizam uma missão específica da Jufem.

Ao todo 40 jovens e duas assessoras deixam suas casas e partem para a cidade de Tomazina/PR nesta quinta-feira, permanecendo ali até domingo. “Nós esperamos renovar a nossa fé e a fé dos moradores da cidade, fazendo com que as pessoas se aproximem mais de Deus da Mãe de Deus”, diz Tatiana Adam.

As integrantes da Jufem que participam são de Atibaia/SP, Bandeirantes/PR, Botucatu/SP, Cornélio Procópio/PR, Ibiporã/PR, Itambaracá/PR, Jacarezinho/PR, Londrina/PR, Maringá/PR e Tomazina/PR.

“Nós vamos formar uma única comunidade. No primeiro dia vamos nos dividir em cinco grupos e partimos para as capelas rurais, lá reuniremos a comunidade para realizar atividades e oficinas com as crianças, os jovens e os adultos separadamente”, explica Tatiana.

Nos outros dias de missão, na sexta e no sábado, as jovens, divididas em duplas ou trios, visitam as casas das famílias levando a imagem da Mãe e a palavra de Deus, conversando e conhecendo a realidade dos lares. É costume nas missões da Juventude de Schoenstatt realizar uma “noite jovem”, um evento que acolhe toda a comunidade para rezar e festejar. Como se trata de missões da Jufem, a noite jovem será substituída por uma “tarde da mulher”, com discussões sobre a importância e o papel da mulher no mundo atual.

“Sair em missão é deixar um pouco de si próprio para se doar pelo outro, mostrando o rosto de Cristo e de Maria para as pessoas”, diz Tatiana Adam. A intenção da Juventude Feminina de realizar missões já é antiga, e ganha novo impulso com a celebração do centenário e o envio do Papa Francisco em outro de 2014. “Sempre tivemos uma inquietação para sair em missão, proclamar as maravilhas de Deus e da Mãe de Deus. Nós nos fazemos discípulos e missionários e damos um passo para os próximos cem anos da Obra de Schoenstatt”.

Como essa é uma primeira experiência, a equipe de organização procurava um lugar seguro, que tivesse um povo bastante católico, e encontraram um local bem acolhedor na cidade paranaense, onde a população dá todo apoio para que as missões aconteçam: “Para nós é um momento muito marcante essa oportunidade de evangelização mariana, sobretudo pelas missões serem feitas por jovens, isso é uma coisa inédita para nós. Temos grande esperança de que a comunidade se desperte ainda mais para uma devoção mais forte a Nossa Senhora. A comunidade está bem entusiasmada para acolher as jovens”, diz o pároco de Tomazina, Pe. Luciano Alves Enes.

  • Carol Moraes

    Parabéns Jufem…unidas na missão!