Futuro Santuário de Caieiras: como vais?

18 de março de 2016

A conquista espiritual e material.

Karen Bueno – Uma Ermida da MTA, alguns banquinhos verdes, muitas árvores, um vasto gramado: assim podemos descrever, rapidamente, o terreno do futuro Santuário de Schoenstatt de Caieiras/SP. A Ermida é o coração dessa terra e dela emana uma atmosfera de santidade. A demarcação no local do Santuário insere traços de Tabor ao lugar que logo testemunhará uma nova transfiguração das glórias de Cristo e de Maria.

O terreno é amplo, cinco hectares, com várias árvores e eucaliptos. Subindo três degraus, ao lado esquerdo da Ermida, mais uns passos à frente e chega-se a uma área demarcada com estacas. Um arco feito portal indica a passagem para essa área, como que a atrair e acolher aqueles que chegam. É nesse lugar que a Mãe e Rainha tomará posse em seu trono de graças, aí se construirá um novo Santuário de Schoenstatt:

caieirasAs pessoas que por ali passam deixam sua marca ao longo da estaca. Várias fitinhas são amarradas nas tábuas, enfeitando e sinalizando o “lugarzinho predileto” do terreno. Cada fita é uma prece para que a MTA venha reinar nesse lugar e um sinal daqueles que querem fazer parte da história desse Santuário, desde seu fundamento.

Durante todo o dia o portão fica aberto àqueles que desejam visitar a MTA e muitas pessoas aproveitam a oportunidade para agradecer as graças que já recebe neste lugar abençoado.

Construções

No terreno, além da Ermida, há uma casa chamada Casa São Miguel. Recentemente ela foi ampliada e atende ao Movimento em seus encontros. Há também uma Tenda que acolhe os peregrinos, ao lado da casa. Há pouco tempo, foi aberto um poço artesiano no terreno e o esforço segue agora para preparar a infraestrutura do lugar, com banheiros e bebedouros.

Atualmente, o empenho da Família de Schoenstatt – paralelo às orações – se concentra em alcançar fundos para a construção de uma casa para caseiros, que já está levantada estruturalmente. Mas, precisa de todos os acabamentos, a começar pelas portas e janelas, reboco e tantos outros.

Missão

A missão original desse Santuário ainda não está definida, passa por um processo de amadurecimento entre a Família de Schoenstatt. O que se espera é que ela responda a uma necessidade do tempo atual. Para isso a Família segue com muita oração.

Inauguração

É difícil apresentar uma data ou previsão para terminar as obras, tudo depende do atuar da Divina Providência e dos passos na conquista de recursos financeiros. O conselho do Pe. Vandemir Meister à Família de Schoenstatt de Caieiras, na abertura deste ano, é para não se prender por metas ou datas, mas caminhar conforme a Providência inspira, pois, segundo ele, ao se antecipar as coisas, corre-se o risco de agir mecanicamente e ir contra a vida natural.

Atos concretos

fitinhas

Todo mês a Família se organiza para realizar um evento em prol da construção do Santuário. Bingos, almoços, festas e várias atividades levam as pessoas até a Ermida, já as vinculando com o lugar, e colaboram na arrecadação de fundos. A Associação Indivisa Christi também organiza grupos de doadores para o Santuário.

Configuração

Muitas peças internas do Santuário já foram conquistadas pela Família de Schoenstatt, como o frontal de madeira e o quadro da Mãe, a lâmpada sagrada, o tabernáculo, a imagem de São José e outras peças.

Um Santuário para o Brasil

Um Santuário de Schoenstatt nunca é construído somente para sua cidade ou região, mas para todo o país e o mundo. Assim, a construção de um novo Centro do Movimento, seja onde for, pede a participação de toda a Família schoenstattiana. Para o Santuário de Caieiras há várias iniciativas  e se destaca a campanha “Reze uma Ave-Maria pelo Santuário”.

Você já rezou pelo Santuário de Caieiras? Anote aqui: formulário.
Já passam de 21 milhões de Ave-Marias registradas no capitalário online.

O Brasil tem a graça de ter mais dois locais, além de Caieiras, onde serão construídos novos Santuários Filiais de Schoenstatt: Biguaçu/SC e Maringá/PR. Nas palavras do Papa Francisco, “Maria hoje repete para nós: Sê o meu mensageiro, sê o meu enviado para construir muitos santuários novos, acompanhar tantas vidas, consolar tantas lágrimas”.