Encontro de delegados no regional Sudeste

27 de abril de 2015

Vens comigo?

encontro-de-delegadosKaren Bueno – Representantes de quatro estados brasileiros do regional Sudeste participam do V Encontro de Delegados do Movimento Apostólico de Schoenstatt neste final de semana, dias 25 e 26 de abril. À sombra do Santuário Tabor da Permanente Presença do Pai, em Atibaia/SP, os presidentes dos conselhos da Família de Schoenstatt trocam experiências e caminham em unidade com a Central Nacional de Assessores.

Ir. M. Cacilda Becker, assessora do Movimento, explica quem são os ‘delegados’: “Eles são os representantes locais da Família de Schoenstatt. Em cada Diocese ou Santuário onde o Movimento de Schoenstatt está constituído com seus vários ramos e comunidades, forma-se um conselho, e os presidentes desses conselhos são os chamados ‘delegados’”.

Ao todo, 36 pessoas participam do encontro, entre delegados e assessores do Movimento Apostólico. São representantes das Famílias de Schoenstatt de Niterói/RJ, Rio de Janeiro/RJ, Campinas/SP, Jaboticabal/SP, Araraquara/SP, São Paulo/SP (bairro do Jaraguá), São Bernardo do Campo/SP, Caieiras/SP, Poços de Caldas/MG, Belo Horizonte/MG e Brasília/DF. Ir. M. Cacilda comenta que em algumas Dioceses e Santuários, o conselho da Família ainda está se constituindo.

“Esse encontro é importante para a troca de experiências e formação dos responsáveis pelos conselhos”, explica a assessora. O foco do V encontro de delegados é apresentar o Vade Mecum (livro com diretrizes do Movimento Apostólico de Schoenstatt no Brasil) criado pela Central Nacional de Assessores. Para Paulo Cunha, de Niterói/RJ, o Vade Mecum é um presente, “acho que vai dar uma ótima direção para a Família de Schoenstatt no Brasil”. A esposa dele, Katia Henriques, comenta: “a gente sempre tem dúvidas sobre várias coisas, e esse livro traz muitas respostas, ele dá mais clareza e independência”.

Sim Pai

Pe. Alexandre Awi Mello, diretor nacional do Movimento, comenta com todos que o Vade Mecum é um presente da Central de Assessores para a Mãe de Deus pelo centenário da Aliança de Amor. Este material quer fortalecer a unidade no país, entre todos os regionais, com diretrizes em comum. “É preciso ter unidade no coração do Pai, nos sentirmos motivados e inspirados por tudo que ele nos deixou, seguindo com sua bênção”, diz o diretor nacional.

“Nós recordamos neste encontro as experiências, vivencias e frutos que experimentamos no centenário da Aliança de Amor; também vamos falar do que vem pela frente”, ressalta Ir. M. Cacilda.

Isabel Cristina de Freitas, de Poços de Caldas/MG, considera essencial participar desse encontro: “O mais importante é a troca de experiências. Junto aos outros presidentes dos conselhos há o intercâmbio de informações, aqui adquirimos experiências um com o outro, o que enriquece a vida da Família de Schoenstatt nos nossos locais”.

Mercedes Querol, presidente do conselho da Família de Schoenstatt no Rio de Janeiro/RJ, concorda e acrescenta: “Nós encontramos soluções diferentes olhando de outra perspectiva, com o intercâmbio entre as cidades surge, às vezes, a uma visão diferente daquela a que estamos acostumados”.

A pergunta lançada pelo Pai e Fundador soa novamente, neste segundo século, como um desafio para os delegados: “Vens comigo?”. Que a resposta de amor seja a mesma que os primeiros congregados viveram: “Sim, Pai, vamos contigo, nosso coração em teu coração, nosso pensamento em teu pensamento, nossa mão em tua mão”.