Encontro Arquidiocesano da Campanha em Montes Claros

9 de agosto de 2016

“Misericordiosos como o Pai”.

width="600"Paulo e Sônia Maria de Souza – No dia 31 de julho realizou-se o 13º Encontro Arquidiocesano, no salão da Igreja São Judas Tadeu, em Montes Claros/MG, para missionários e coordenadores da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt (CMPS). Foi um dia de bênçãos e de muitas graças para toda a Campanha e para a Arquidiocese.

A formação iniciou com a Santa Missa, presidida pelo Pe. George Gomes Amarante, seguida do café da manhã e credenciamento dos participantes, que se aproximaram de 250 pessoas. Cada setor da Arquidiocese foi acolhido com muita alegria e mimos pelos coordenadores e organizadores do encontro.

Em seguida, foram apresentadas e acolhidas as Irmãs de Maria de Schoenstatt, assessoras da CMPS, que acompanharam o encontro, Ir. M. Doralice de Souza e Ir. M. Fátima Oliveira. A presença delas na Arquidiocese tem o objetivo de sensibilizar e conscientizar os participantes da missão ao trabalho de evangelização com as famílias, encorajando-os, mesmo quando encontram dificuldades. Para isso, elas desenvolvem a palestra sob o tema: “Uma porta que se abra para se tornar casa da Misericórdia”.

Ir. M. Doralice iniciou convidando todos a fazerem a experiência do abraço misericordioso do Pai, com a experiência de peregrinar passando pela Porta Santa do Santuário Coração. Falou também sobre a imagem que a CMPS conquista, no Ano Santo, para seus lares, ressaltando seu significado para a missão com a Mãe Peregrina. Além disso, a assessora recordou a contribuição de cada missionário para a Igreja, quando este tem consciência do quão importante é o seu trabalho, exercendo esse apostolado com simplicidade e aceitando ser instrumento.

Um convite à misericórdia

O momento de palestra foi oportuno também para reafirmar a missão dos coordenadores paroquiais, de cidade, setoriais e diocesanos da CMPS e o papel dos missionários, refletindo a importância de se formar uma equipe diocesana atuante da Campanha, para vivenciar o que a espiritualidade de Schoenstatt realmente é. Ir. M. Doralice enfatizou a importância de se ter casais nessa equipe, formando um apostolado de família para família.

Marcou presença no encontro o Pe. Reginaldo Wagner Santos, coordenador de Pastoral do Setor Centro da Arquidiocese de Montes Claros. A manhã se encerra com o almoço e a tarde se inicia com apresentação do “Jesus Disfarçado”, pelo grupo teatral de Bocaiúva/MG. Eles deixam sua mensagem falando sobre a importância de olhar o outro enxergando o próprio Jesus nele, também de saber perdoar o próximo – a peça é um grande convite a ser ‘misericordioso como o Pai’.

Logo após, foi realizada uma vivência conduzida pela Ir. M. Doralice e animada pela Ir. M. Fátima, com o intuito de aprofundar o conhecimento sobre o Movimento Apostólico de Schoenstatt e sua realidade na Arquidiocese, que foi apresentada pela coordenação diocesana. O encerramento aconteceu no final da tarde com oração final e entrega de alguns mimos para os participantes.