É tempo de misericórdia no Rio de Janeiro

17 de dezembro de 2015

Abre-se a Porta Santa.

rio de janeiroIr. M. Nelly Mendes / Karen Bueno – Com muita expectativa e alegria a Família de Schoenstatt do Rio de Janeiro/RJ prepara a solenidade de abertura da Porta Santa no Santuário Tabor Redenção da Família. O dia amanhece com uma atmosfera de festa e desde o início da manhã, no domingo 13 de dezembro, os peregrinos chegam dos diversos Vicariatos da Arquidiocese, também de Petrópolis/RJ e de Niterói/RJ.

Durante todo o dia há atividades e pessoas visitando o Santuário; a primeira Missa é celebrada às 11h30min, aonde participam cerca de 400 peregrinos. O Santuário permanece aberto para visitação até às 16 horas, quando é enfim fechado e preparado para a solene abertura da Porta da Misericórdia.

Às 17 horas inicia o rito de abertura da Porta Santa, presidido por Dom Karl Josef Romer, Bispo Emérito da Arquidiocese do Rio de Janeiro – o mesmo que presidiu a inauguração do Santuário do Rio de Janeiro em 1998. Junto ao Bispo, acompanham Pe. Ricardo Buroslaw, da Paróquia São Sebastião – Vargem Grande, também o Diácono Vicente de Paulo Maria Arruda, da Paróquia São Francisco de Paula – Barra da Tijuca, e o futu-ro diácono José Lourival Amaral Júnior, que será ordenado nesta semana.

Cerca de 1.200 pessoas presentes participam desse momento de graças especiais. Com três batidas do báculo na porta do Santuário, Dom Romer abre a Porta Santa e inaugura um novo tempo para todos que atravessa-rem esse portal. A entrada no Santuário é muito significativa para as pessoas – o pequeno Santuário acolhe cada um com suas intenções e pedidos.

Em seguida transcorre a Santa Missa. Na homilia, Dom Karl Romer comenta as passagens da bíblia: “As leitu-ras trazem breves palavras, mas de muito peso. Nós estamos como as crianças que esperam o santo Natal. A segunda leitura nos estimula: ‘Alegrai-vos sempre no Senhor! Eu repito: alegrai-vos’. No final da primeira lei-tura Sofonias diz que ‘o Senhor, teu Deus, está no meio de ti, […] ele te salva; ele exultará de alegria por ti, movido por amor; exultará por ti, entre louvores, como nos dias de festa’. Deus nos ama tanto, não existe maior estímulo do que saber que Deus vem exultante de alegria ao nosso encontro. Sintamos em nós, o júbilo de Deus”.

No final da Santa Missa, uma família entrega ao Bispo um quadro da MTA. Dom Romer diz com muita ênfase que tem um recado importante para dar e pede: “Levem a alegria e divulguem esta grande alegria, no Ano da Misericórdia”.

Mais uma dádiva neste dia de festa

Outro momento que marca a celebração deste domingo no Rio de Janeiro é a coroação do quadro da MTA como Rainha Redenção da Família.

Em 1973 o Papa Paulo VI, que foi quem presidiu o final do Concílio Vaticano II e liberou o Pe. Kentenich do exílio, abençoou um quadro da Mãe e Rainha que seria colocado no futuro Santuário do Rio de Janeiro. Entre-tanto, as dimensões desse quadro não correspondiam às medidas do Santuário, então não foi possível entro-nizá-lo ali. Mesmo assim, esse quadro sempre acompanha a Família de Schoenstatt e fica exposto na sala de reuniões do Movimento. Com a corrente de coroações que surgiu na Campanha da Mãe Peregrina de Scho-enstatt em 2015, a Família motivou-se a conquistar uma coroa, que é ofertada justamente nesse dia de festa solene.

A Providência Divina cuidou que na celebração dos 50 anos do retorno de Pai e Fundador do Exílio, em de-zembro de 2015, a MTA fosse coroada nesta imagem abençoada pelo Papa Paulo VI, o instrumento escolhido por Deus que assinou os decretos reabilitando o Fundador de seus 14 anos de exílio. É um momento de muita alegria e gratidão por todos os dons ricamente recebidos neste primeiro ano do novo século de Schoenstatt, no Movimento, na Campanha da Mãe Peregrina, no Terço dos Homens e em toda Arquidiocese do Rio de Janeiro.

Mais fotos