Dourados/MS renova a Aliança de Amor

30 de outubro de 2015

Uma data muito especial para coroar a Mãe e Rainha.

maeGlicéria Potrich – Em comunhão com o mundo todo, nos dias 17 e 18 de outubro os missionários da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt (CMPS) de Dourados/MS comemoram os 101 anos da Aliança de Amor. São dias de festa e gratidão a Deus pelos 15 anos em que a Mãe e Rainha peregrina entre as famílias da cidade.

A preparação para o aniversário da Aliança acontece por meio de uma novena com missa diária, cada dia presidida por um sacerdote diferente. Por ser um ano jubilar, missionários e famílias ainda recordam os 60 anos da coroação da Imagem Peregrina Original, por isso conquistam um brilho renovado para a coroa de suas imagens.

No sábado, dia 17, a comunidade e visitantes da Capela Mãe e Rainha, Paróquia Santo Elias, acompanha a queima de fogos no começo da noite. O barulho anuncia a presença da Mãe entre todos. Para recordar os anos da coroação da Peregrina Original, 60 missionários levam rosas vermelhas e suas respectivas Imagens Peregrinas, formando duas alas para o quadro da MTA passar pelo meio – esse quadro será entronizado no futuro Santuário Paroquial que é conquistado e preparado.

Em Aliança com Jesus e com Maria

A Santa Missa é presidida por Pe. Casimiro Facco, sacerdote palotino que conhceu Pe. José Kentenich e o Diácono João Luiz Pozzobon quando morava em Santa Maria/RS. Na homilia ele fala da importância de ser um missionário da Mãe Peregrina. “Devemos nos espelhar nela para essa missão que recebemos, buscando a santidade, a humildade, a generosidade todos os dias”. Como exemplo e modelo de missionário ele recorda a vida do seu conhecido e amigo, o Sr. João Pozzobon, que por 35 anos dedicou-se à Mãe de Deus e com ela evangelizou milhares de pessoas, sobretudo no Brasil e na América do Sul: “Essa herança nós devemos passá-la adiante”.

No ofertório, com o Pão e o Vinho, a comunidade deposita suas contribuições ao Capital de Graças, enchendo as talhas do Santuário e na comunhão renova a Aliança, como disse o Papa Francisco na audiência com a Família de Schoenstatt em 2014: “Quando celebramos a Eucaristia, celebramos a renovação da Aliança. Não só mimeticamente, mas de uma maneira muito profunda, muito real”.

Após a comunhão segue a solenidade de coroação da Mãe Peregrina. Com pétalas de rosas, anjos, cantos e imensa alegria, amor e emoção a Mãe recebe a coroa e o poder de reinar entre todas as famílias de Dourados/MS, tranformando-as em autênticas famílias cristãs. Nessa ocasião o quadro que será entronizado no futuro Santuário Paroquial também recebe a coroa pelas mãos de Pe. Casimiro.

A história é vida

No final da celebração a comunidade recorda a história local da Campanha e homenageia as pessoas que se empenharam pela CMPS em seus primeiros 15 anos de visita da Mãe às famílias. Entre os homenageados está Pe. Duvílio Antonini, sacerdote palotino que tem grande estima pelo Movimento de Schoenstatt e foi amigo do Diácono João Luiz Pozzobon. Ao mudar-se para Dourados/MS, em 2000, Pe. Duvílio levou consigo duas imagens da Mãe e Rainha, entregando-as ao Ministro da Eucariastia, Sr. José Carlos Pereira e a sua esposa, Sra.Vanda Garcia, para que levassem a Mãe Peregrina ao encontro das famílias da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, iniciando, assim, a Campanha na cidade.

Formalmente a CMPS iniciou em Dourados, ainda no ano 2000, por meio da família Dundi, que já conhecia e colaborava com a Campanha em São Paulo. Eles procurararam, no mês de novembro, o Secretariado de Atibaia/SP e oficializaram os trabalhos da CMPS na cidade.

Como filhos da geração do Centenário da Aliança, todos podem recordar e dizer confiantemente que a Mãe e Rainha Três Vezes Admirável de Schoenstatt quis vir morar também em Dourados/MS e Deus providenciou tudo!