Domingo de despedida no Tabor da Liberdade

3 de fevereiro de 2016

Missão cumprida e novas páginas a caminho.

confinsPoliane Bôsco – A Família do Santuário Tabor da Liberdade aproveita a Missa do domingo, dia 31 de janeiro, para se despedir da Ir. M. Dulce de Oliveira que será transferida para Atibaia/SP. Muito querida por todos do Movimento, também pela comunidade de Confins/MG e pelos romeiros, Ir. M. Dulce é homenageada após a celebração Eucarística.

Tradicionalmente ao final das celebrações, Ir. M. Dulce agradece aos responsáveis pela liturgia, canto e ao celebrante, mas neste domingo os agradecimentos são para ela. No final da Missa, uma procissão com representantes do grupo de jovens de Confins, “Filhos de Mainha”, e de membros dos ramos da Família de Schoenstatt cumprimentam a Irmã e lhe ofertam alguns presentes.

Os jovens responsáveis pela liturgia do dia são os primeiros a homenagear a Irmã com uma mensagem de desejos de felicidade para sua nova jornada. Representando a Família de Schoenstatt do Tabor da Liberdade, membros do Conselho, Liga das Mães, Liga de Famílias, Campanha da Mãe Peregrina e Terço dos Homens agradecem a Ir. M. Dulce por sua trajetória em Confins, marcada pela disponibilidade, alegria e carinho com todos que visitam o Santuário. Cientes de que essa mudança é necessária e faz parte da vida na comunidade das Irmãs de Maria, lhe desejam felicidade na nova etapa, garantindo que não se esquecerão de seu trabalho e amizade, se comprometendo em frutificar todas as sementes plantadas por ela.

O coral Ministério Novo Tempo, de Confins, também aproveita a oportunidade para agradecer a Irmã pelo apoio, incentivo e colaboração. Funcionárias do Centro Educacional Semente de Vida reconhecem o trabalho de Ir. M. Dulce, o carinho e a dedicação que ela tem com a instituição e Pe. Ivanil Alves, presidente da celebração, deseja boa sorte no novo trabalho.

Diante de tamanha manifestação de carinho e agradecimentos, com seu jeito doce, Ir. M. Dulce agradece a todos e diz que aprendeu muito durante o tempo que passou em Confins. Pelo Santuário, pela Aliança de Amor, ela destaca que estarão sempre unidos. Na missão da vida consagrada, por onde quer que passem eles sempre deixam um pouco de si e também levam uma nova página em sua própria história. Para Ir. M. Dulce de Oliveira, que é paranaense, o que mais lhe chama a atenção no Santuário Tabor da Liberdade e o que levará como lembrança é “o ser religioso do povo mineiro”. Segundo ela, os mineiros são muito participativos, acolhedores e ela nunca encontrou algo assim em outro lugar.

Retornando para sua área

Ir. M. Dulce colabora no Santuário de Confins desde fevereiro de 2014, como responsável pela Pastoral do Santuário e pela Liturgia. Com o mesmo sorriso com que chegou a Minas Gerais, depois de mais de 18 anos trabalhando como enfermeira em Londrina/PR, a Irmã retorna para o Santuário Tabor da Permanente Presença do Pai, em Atibaia/SP. Ela atuará como enfermeira dos sacerdotes e hóspedes da Casa Schoenstatt-Tabor, a Casa do Movimento.