Dirigentes da Jufem reunidas

9 de fevereiro de 2015

Um ano repleto de trabalho.

jufem-2Karen Bueno – “Tenho que estender meus agradecimentos aos que ainda não estão na terra, mas que um dia estarão. Sim, que seria de Schoenstatt se as gerações futuras não fossem captadas e compenetradas do mesmo espírito que nos anima?”, escreve Pe. José Kentenich dirigindo-se aos schoenstattianos que tomariam parte de sua missão nos anos futuros. Esse agradecimento é ressaltado, de maneira especial, às dirigentes da Juventude Feminina de Schoenstatt (Jufem) reunidas para seu encontro anual.

O encontro de dirigentes do regional Sudeste aconteceu neste final de semana, 7 e 8 de fevereiro, em Atibaia/SP. Além de discutir o caminhar do ramo em cada local, as jovens lançam um olhar para o encontro nacional, que acontece em setembro de 2015.

“Refletimos sobre nossa linha de trabalho, em como queremos incorporar o lema do ano e também como queremos atuar em 2015, pensando que já estamos no novo século de Schoenstatt, diante dos 75 anos da Jufem. Queremos avançar, tanto no crescer espiritual como no crescer em números, isso sem perder a qualidade que temos”, ressalta a assessora regional do Sudeste, Ir. M. Lidiane Francisconi.

O lema citado pela assessora, que norteia a Jufem Brasil neste ano, é ‘Lírio do Pai, torna-te pequena Regina Ter Admirabilis’. “Esse lema partiu de algumas correntes do ramo. Uma delas é a vida em tem torno da coroa RTA – um presente do Pe. Kentenich para a Jufem – que vem crescendo, e nós queremos fortalecê-la”, diz Ir. M. Lidiane.

O lema é um desafio lançado pelo próprio Fundador à Juventude Feminina: “A parte que diz ‘Lírio do Pai’ foi retirada de nosso ideal nacional, é algo que nos caracteriza. O cunho de missão desse lema veio com o ‘torna-te pequena Regina Ter Admirabilis’, que foram as palavras do Pai Fundador em 1945, quando ele presenteia a coroa para a Jufem. Nessa ocasião, o Pai diz que entrega a coroa não como um presente, mas como uma dádiva e uma missão, acentuando: ‘torna-te uma pequena Regina Ter Admirabilis, nobre, pura e fiel, a exemplo da grande RTA’. Aí está a missão, o caráter apostólico do lema, que culmina também com o pedido do Papa: oração, testemunho e partir”, explica a assessora.

Para Gabriela Guariso de Campos, trata-se de um grande desafio: “Para nos tornarmos pequenas RTA, temos que partir primeiro do apostolado do ser, pensando sempre em fazer tudo da maneira que a Mãe de Deus faria, o apostolado do ser é capaz de mudar as coisas em volta. ‘Torna-te Regina Ter Admirabilis’ é algo muito forte, temos que realmente viver esse lema e sermos Jufem de verdade”.

capa-agosto-2014

Oração, testemunho e partir

Durante o encontro, as jovens tiveram uma palestra com a Ir. M. Patrícia Lemes, falando das características da dirigente schoenstattiana – as qualidades e virtudes que precisam cultivar e também algumas dificuldades que necessitam ser podadas.

Mais tarde a Dra. Leda Maria Bocchi de Souza, obstetra e ginecologista, abordou os conflitos que a juventude enfrenta, tentando motivar as jovens a serem personalidades firmes, a exemplo do que o Pe. Kentenich propõem.

O encontro é recheado com momentos de oração e silêncio, isso porque não basta traçar metas e adquirir conhecimento, é preciso antes conversar com Deus e ouvi-lo.

Rumo ao nacional

Todos os olhares da Jufem se voltam para o encontro de setembro. “Esse será meu primeiro encontro nacional, e pelo que ouço de outras meninas, imagino que será bem marcante. Estou bem ansiosa para ver como vai acontecer, essa troca de experiências, encontrar meninas de outras regiões que têm o mesmo ideal que nós”, diz Isabella Brilha, de Mairiporã/SP.

Tamiris Calixto já participou de um Encontro Nacional, porém demonstra a mesma ansiedade: “É um presente enorme poder participar desse jubileu da Jufem, seguindo em busca dos próximos cem anos da Obra de Schoenstatt. Nesses 75 anos, queremos nos tornar heroínas do próximo século, então a expectativa é enorme. Espero que alcancemos todos os nossos objetivo e que a Mãe permaneça conosco, como ela sempre permaneceu”.

As dirigentes partem com muita expectativa e animação, afinal 2015 promete muito trabalho e em breve todas estarão reunidas como um único e grande canteiro de lírios: “Agora, mais do que nunca, temos que pensar em estratégias de trabalho. As dirigentes precisam refazer as forças, pensar juntas, traçar metas para que 2015 seja um ano especial”, acrescenta Ir. M. Lidiane.