Diocese de Presidente Prudente/SP “caminha com Maria”

4 de maio de 2015

Família de Schoenstatt organiza primeira Semana Mariológica na Diocese.

pe-alexandreKaren Bueno – A Família de Schoenstatt da Diocese de Presidente Prudente/SP quer mostrar, cada vez mais, que Schoenstatt está a serviço da Igreja, por isso colabora de modo especial na 12ª edição do “Caminhando com Maria”, o principal evento mariano promovido pela Diocese.

A programação do evento proporciona quase um mês de estudos e encontro com Virgem Maria, com reflexões teológico-pastorais e atos de devoção popular. A programação se concentra em quatro atividades centrais:

– No dia 19 de abril acontece o envio da Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida, diretamente do Santuário Nacional, durante a Missa de encerramento 53ª Assembleia dos Bispos. E há a recepção da imagem com carreata e missa na cidade de Presidente Prudente.

– De 20 a 26 de abril a imagem de Nossa Senhora Aparecida peregrina entre as paróquias da Diocese.

– De 27 a 30 de abril acontece a Semana Mariológica, essencialmente organizada pela Família de Schoenstatt.

– No dia 1º de maio há a tradicional Caminhada com Maria, da Catedral ao Parque do Povo, encerrando com a Santa Missa.

Uma semana de estudos sobre Maria

O Movimento de Schoenstatt começa a colaborar diretamente no evento a partir de 2013, com a divulgação entre as famílias da Campanha da Mãe Peregrina, e nesta 12ª edição lhe é confiada uma tarefa importante. Heitor Rodrigues Junior explica: “Em 2014, a Família de Schoenstatt convidou o bispo diocesano, Dom Benedito Gonçalves dos Santos, para participar do Congresso Mariológico que aconteceu em Londrina/PR, organizado pelo Movimento. No retorno a Presidente Prudente, Dom Benedito propôs aos schoenstattianos a organização de um evento semelhante na Diocese, durante o 12º Caminhando com Maria. Dessa maneira surgiu a Semana Mariológica, realizada pela Diocese e organizada pelo Movimento”.

A abertura da primeira Semana Mariológica da Diocese de Presidente Prudente é feita por Pe. Alexandre Awi Mello, diretor nacional do Movimento de Schoenstatt no Brasil. O tema de sua palestra é “Maria na Sagrada Escritura”, e ele pontua que a Mãe de Deus não é citada com frequência e detalhes na bíblia, mas em todos os momentos que há alusão ou menção à sua pessoa, os evangelistas deixam claro sua participação no plano de salvação de Deus. “Percebemos como a vida de Jesus e a salvação está relacionada a ela e ao seu sim”, comenta (clique).

No segundo dia de estudos, 28 de abril, monsenhor Miguel Valdrighi, reitor do Seminário Diocesano Nossa Senhora Mãe da Igreja, é o responsável por falar sobre “Maria no Magistério – Documentos da Igreja”. Ele aponta alguns aspectos da Mãe de Deus: Maria como figura e modelo, Maria e sua total humildade, Maria completa de graça, Maria a esposa do Espírito Santo (clique).

Pe. Silvio Costa Oliveira é o palestrante do terceiro dia, refletindo sobre “Maria na devoção popular – Culto à Maria”. Ele ressalta que por Portugal ser profundamente católico, o Brasil já nasceu mariano: “A nossa devoção a Nossa Senhora é cultural. Foi trazida pelos portugueses, inclusive no nome de uma das caravelas, ‘Santa Maria’” (clique).

A noite de encerramento da Semana Mariológica tem a participação de cerca de 400 pessoas que lotam o salão da paróquia Nossa Senhora Mãe da Igreja. Ir. M. Glaucia Carine Couto, do Instituto Secular das Irmãs de Maria de Schoenstatt, conduz a oração inicial e faz uma síntese da Semana Mariológica. Em seguida, Pe. Wilton José Milhorança, responsável pelo Terço dos Homens na Diocese de Presidente Prudente, fala sobre a ação evangelizadora do Rosário ao longo dos tempos, e sua importância na Diocese.

A oração da noite é feita pelos grupos do Terço dos Homens Mãe Rainha, com um terço luminoso meditado – a cada Ave Maria uma lâmpada se acende e uma rosa é ofertada a Nossa Senhora. No encerramento da Semana Mariológica, Dom Benedito Gonçalves dos Santos leva a Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida, em carreata, até a Paróquia São José Operário.

Caminhando com Maria

O ápice do evento é a Caminhada com Maria, indo da Catedral São Sebastião até o Parque do Povo. A Santa Missa, que neste ano reúne cerca de 7.000 pessoas, é presidida pelo bispo diocesano, que na homilia recorda da importância de Maria como nova Eva e Jesus como novo Adão. Ao explorar a passagem das Bodas de Caná, do Evangelho de São João, proclamado na missa, reforça que todos são convidados a ser servos do Senhor, fazendo tudo que Ele disser (clique).

Para Heitor Rodrigues Junior, a participação de Schoenstatt no evento “faz com que o Movimento seja amplamente conhecido na Diocese, marcando nossa inserção nas atividades da Igreja local e, principalmente, nos envia ao encontro das comunidades, como pede o Papa Francisco”.

O bispo também afirma que este Caminhando com Maria foi uma grande graça para a Diocese, e que superou todas as expectativas. “Para mim, só tem uma explicação: as graças de Deus são muito grandes e o amor do povo por Maria também é enorme” (clique).

Com informações do blog oficial do evento. Clique para ver as fotos.