De todos os cantos: Encontro Nacional do Terço dos Homens

1 de junho de 2016

Uma só família, com o Terço na mão e fé na missão.

terço dos homensKaren Bueno – Com o tema “Maria, luz no caminho de nossa fé em Jesus”, o Terço dos Homens Mãe Rainha (THMR) realiza seu V Congresso Nacional nesse final de semana, dias 28 e 29 de maio. A cidade de Belém/PA recebe cerca de 2.100 participantes de diversas regiões do Brasil, em maior número do Amazonas, Pará, Maranhão e Alagoas.

O encontro se realiza a cada dois anos, buscando a unidade entre os grupos, paróquias e dioceses que têm o THMR. “Esses congressos são importantes para a partilha da espiritualidade e também das originalidades de cada região. São constituídos de dois momentos: um primeiro para os coordenadores regionais e diocesanos e o outro, mais amplo, para todos os membros”, explica Pe. Vandemir Meister, assessor nacional do THMR.

Simpósio

O primeiro dia de encontro é marcado por um Simpósio entre os coordenadores diocesanos do THMR. A abertura acontece com a Santa Missa, às 15 horas, na Basílica Nossa Senhora de Nazaré – famosa pela procissão do Círio de Nazaré. A celebração é presidida por Dom Irineu Roman, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belém. A Basílica fica repleta com os homens do Terço e seus familiares, reunindo cerca de 3.000 pessoas.

Em espírito de unidade entre as diversas delegações, faz-se ecoar nas naves da igreja o Hino do Terço dos Homens. Como num gesto próprio deles, os homens elevam o Terço nas mãos e giram sobre cabeça, celebrando esse importante momento festivo (veja nas fotos).

Em seguida da Missa os coordenadores diocesanos se reúnem no Centro Social Nazaré para o Simpósio e discussão sobre a vida do THMR. A mesa de debate é dirigida por Dom Irineu Roman, por Pe. Vandemir Meister e por Marcelo Moraes, coordenador nacional do THMR.

Dom Irineu faz uma exposição motivacional do evento, animando e dando as boas vindas aos participantes. As palavras do Pe. Vandemir, em seguida, são sobre as orientações gerais que o Movimento Apostólico de Schoenstatt oferece ao THMR. Na sequência, Marcelo Moraes fala sobre a unidade dos grupos e dioceses enquanto parte de um único apostolado, que tem o Santuário de Schoenstatt como coração. A partir daí inicia o debate, com perguntas e esclarecimentos entre assessores e coordenadores.

Encontro

O grande Encontro Nacional ocorre no domingo, dia 29, no ginásio da Universidade Estadual do Pará. Ele inicia com a acolhida das diversas delegações, que entram pelo corredor levando suas bandeiras. Todos os grupos do Terço dos Homens – que seguem a espiritualidade de Schoenstatt ou não – foram convidados, então diversos grupos participam desse momento de integração.

Em seguida segue a recitação do Terço, quando todas as vozes masculinas se juntam para saudar Maria. “As pessoas ficavam intrigadas ao ver tantos homens com o Terço na mão, foi algo maravilhoso”, comenta o Sr. Antônio Fiock, coordenador do THMR em Belém.

Em seguida Dom Alberto Taveira, Arcebispo de Belém, fala sobre Maria, seguindo o tema do encontro “Maria, luz no caminho de nossa fé em Jesus”. Ele apresenta o Pe. José Kentenich, Fundador de Schoenstatt, como um filho escolhido por Deus para inspirar a Igreja e contribuir com o grande apostolado do Terço dos Homens Mãe Rainha.

“Na unidade, Terço na mão, fé na missão” é o tema da palestra do Pe. José Ramos, superior provincial barnabita e grande incentivador do THMR na região Norte. Ele fala sobre a unidade entre os grupos do Terço com a espiritualidade de Schoenstatt, que seguem uma estrutura de acordo com os regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Pe. Vandemir Meister encerra esse período de formação com o tema “Espiritualidade do Terço dos Homens Mãe Rainha”, mostrando tudo o que é próprio dos grupos que seguem a espiritualidade de Schoenstatt.

Maria, Mãe da Amazônia

Pe. Vandemir explica: “A realização desse V Congresso em Belém do Pará é fundamental e estratégico para envolver a região Norte do Brasil, uma região mariana com muita vitalidade de fé. O Terço tem se expandido na região amazônica gradativamente. A presença desse Congresso fortalece o desenvolvimento do Terço no ‘pulmão do mundo’. Com o Terço, expande-se mais a consciência da maternidade de Maria como a ‘Mãe da Amazônia’. Essa é a consciência dos grupos do Terço dessa região”.

Além disso, o encontro ajuda a preparar outro grande evento que ocorrerá em Belém: “Em termos de região Norte, demos um passo gigantesco para o Congresso Eucarístico Nacional que ocorre em Belém no mês de agosto. Ficamos muito felizes porque agregou muita coisa, foi excelente”, comenta o Sr. Antônio Fiock.

O encontro encerra-se com a Santa Missa, presidida por Dom Alberto e concelebrada por Dom Irineu. Enviados para um novo tempo, os homens do Terço esperam colher grandes frutos dessa jornada e levar muitas contribuições para cada um dos locais e grupos aos quais pertencem.