De norte a sul, uma só Família

11 de junho de 2015

Unida no coração do Pai.

peregrinos-porto-alegreKaren Bueno – A Casa Schoenstatt Tabor acolhe sotaques diferentes esta semana, nos dias 9, 10 e 11 de junho. São os peregrinos de Porto Alegre/RS que chegam animados para visitar o Santuário de Atibaia/SP e conhecer o Santuário Nacional de Aparecida/SP. Os traços, características e expressões são diferentes, mas isso nem é perceptível com o tempo, pois o espírito de Família reina e prevalece – são todos filhos de um mesmo Pai, irmãos pela Aliança de Amor.

A peregrinação da Família de Schoenstatt da capital gaúcha conta com 24 pessoas, membros da Liga de Famílias, integrantes do círculo popular de peregrinos e, em sua maioria, senhoras da Liga das Mães. “Nós peregrinamos de Santuário a Santuário, é uma bênção. Em Aparecida contemplamos a Basílica imponente, com seu clima intenso de fé. No Santuário de Atibaia nos sentimos ‘em casa’, muito bem acolhidos, vimos que somos realmente uma única família em todo Brasil”, comenta Emerita Daniele, da Liga de Famílias de Schoenstatt.

Entre o ramo das Mães há sempre sorrisos e disposição. Este é o ano do Pai para elas do regional Sul, ocasião em que buscam intensificar a relação filial que mantém com o Pai e Fundador de Schoenstatt. “É uma visita providencial ir ao Santuário de Atibaia neste ano e conhecer sua missão. Nós não sabíamos que a missão deste Santuário é garantir a Permanente Presença do Pai, vamos levar isso para as outras mães dirigentes com muita propriedade”, afirma a dirigente do ramo em Porto Alegre, Lídia Demeneghi.

A Sra. Rita Beatriz Pimenta concorda: “Nós estamos aperfeiçoando no ramo das Mães a vinculação ao Pai e Fundador, seguindo seu exemplo, queremos ser suas filhas. Na nossa próxima reunião da Liga vamos contar às outras mães sobre o que aprendemos do Santuário Tabor da Permanente Presença do Pai, e acho que assim todas vão se sentir motivadas para se vincular ao Fundador, movidas por esse mesmo sentimento que reina aqui”.

Na terça-feira a noite, dia da acolhida do grupo de peregrinos, todos se dirigem primeiro ao Santuário, onde coroam a Mãe de Deus como Rainha de suas famílias. A quarta-feira é dia de romaria à Aparecida, então logo cedo, depois da Missa das 7 horas e do café, partem para a casa da padroeira do Brasil. Na quinta pela manhã as malas já estão arrumadas para o retorno, mas ainda dá tempo de visitar o centro de Schoenstatt em Atibaia e conhecer mais sobre os trabalhos que acontecem ao redor.

São ramos, pessoas e locais diferentes que se encontram, mas todos falam a mesma língua e vivem a mesma cultura, a cultura da Aliança de Amor. Os peregrinos de Porto Alegre levam consigo as vivencias que experimentaram em São Paulo e deixam muito de si no Santuário de Atibaia – é o espírito de família que se concretiza sob o olhar e cuidado da Mãe, e em contato constante com a permanente presença do Pai.