Conhecendo Schoenstatt: Um encontro para sacerdotes

27 de abril de 2016

À sombra do Santuário.

padresKaren Bueno – O Santuário de Atibaia/SP recebe nesta terça-feira, 26 de abril, o encontro de sacerdotes que desejam conhecer mais profundamente a espiritualidade de Schoenstatt. É um dia inteiro de conversa, formação e amizade entre os padres, num encontro preparado especialmente para eles.

Participam oito sacerdotes, vindos das Dioceses de Presidente Prudente/SP, Bragança Paulista/SP, Jaboticabal/SP, Itapetininga/SP e Arquidiocese de São Paulo/SP. Mesmo se encontrando pela primeira vez, formam um ambiente familiar de unidade.

Mons. Miguel Valdrighi, da Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro de Presidente Prudente, conta: “Eu vim para conhecer mais sobre o Movimento e queria, sobretudo, orientar os casais para começar um grupo da Liga de Famílias na Paróquia. Já temos a Campanha da Mãe Peregrina, a Liga das Mães, o Terço dos Homens, isso já está tudo caminhando”.

Conhecendo a Campanha

Durante a manhã eles acompanham um vídeo sobre a internacionalidade do Movimento Apostólico de Schoenstatt, mostrando imagens da Obra em diversos países. Ir. Lucia Maria Menzel explica, então, sobre a origem de Schoenstatt, a Aliança de Amor, seu histórico e os fundamentos da espiritualidade. Ela mostra como o Movimento se organiza, com seus ramos, comunidades e campos apostólicos, contextualizando toda a dimensão de Schoenstatt.

Depois do almoço, os sacerdotes visitam o Secretariado da Mãe Peregrina, para conhecer o processo que ocorre por trás de todo esse grande apostolado. Ir. M. Doralice de Souza os acompanha e conta sobre a vida do Diác. João Luiz Pozzobon e a origem da Campanha, ela também explica a estrutura do Secretariado, os trabalhos que ocorrem para organizar e manter as imagens circulando entre as famílias.

Pe. João Carlos Borges, da Paróquia São Patrício em São Paulo, é assistente eclesiástico da Campanha na Região Episcopal Lapa. A visita ao Secretariado ajuda-lhe a ampliar sua visão sobre o trabalho que realiza: “É um conhecimento maior da Campanha da Mãe Peregrina, do percurso da imagem, também da espiritualidade do Pe. José Kentenich e da vida de João Pozzobon. Me estimulou a acompanhar mais os missionários que cuidam das famílias”. Sobre a Campanha em sua vida pessoal, ele conta: “A imagem, dentro do sacerdócio, nos traz a questão da autoeducação e da Fé Prática na Divina Providência, ver Deus no ordinário, no dia a dia”.

Em seguida, Pe. Francisco de Souza, da Paróquia Santa Cruz, de Cesário Lange/SP, dá um pequeno testemunho pessoal, falando como o Movimento de Schoenstatt enriqueceu sua vida sacerdotal e pastoral. Ele narra sua experiência com a espiritualidade, dizendo que a Aliança de Amor o ajudou no amadurecimento como pároco e como sacerdote. Pe. Francisco diz que captou a riqueza do carisma de Schoenstatt e foi se aprofundando nisso.

De Padre para Padre

Em seguida, eles participam de uma conversa com Pe. Alexandre Awi Mello, do Instituto Secular dos Padres de Schoenstatt. Pe. Alexandre fala da vida sacerdotal sob a concepção do Pe. Kentenich e as maneiras que os sacerdotes podem se inserir na Obra de Schoenstatt.

Depois da conversa vem um momento de vivência, com uma peregrinação à Porta Santa da Misericórdia no Santuário. Pelo caminho os acompanham alguns textos sobre a misericórdia divina e no Santuário ouvem uma reflexão sobre a imagem da Mãe, culminando com a Santa Missa em seguida.

O encontro conclui-se para alguns, já para outros, que moram mais distantes, segue a noite de participação, assistindo o filme “Semente de um Mundo Novo”.

Pe. Milton Gonzaga de Lima, da Paróquia Santo Antônio de Pádua, de Caiabú/SP, recebeu as Missões Familiares em sua comunidade neste ano. Ele também participa do encontro e compartilha: “Foi um dia muito expressivo, significativo para mim. É um momento ímpar ver toda essa estrutura maravilhosa, sentir e vivenciar a mística do Santuário. Para mim, tem sido um aprendizado muito enriquecedor”. Além disso: “Levarei para minha Paróquia e minha Diocese esse grande amor que a Mãe tem por nós, levarei esse Deus maravilhoso que ela nos apresenta”.