Congresso de Pentecostes: Schoenstatt em saída!

23 de maio de 2015

Uma experiência de Família Missionária!
DSC01750Ir. M. Nilza P. da Silva – “Foi um congresso atualizado e voltado para o futuro”, assim um representante da Hungria manifesta a sua impressão do Congresso de Pentecostes, que se encerrou nesse dia 23, com a Santa Missa, às 11h30min, na Igreja da Adoração, em Schoenstatt/Alemanha.

Às 9 horas, a Família se encontra no auditório da Casa Pe. Kentenich, reza e ouve a palavra do Fundador: “Somos uma comunidade em Cenáculo… Pesa sobre nossos ombros uma grande missão!” Os corações abrasados quase não conseguem mais manter os pés parados: queremos ser enviados! Como sinal de unidade com o Papa Francisco, lhe enviaremos uma mensagem desse Congresso!

Aprovado com unanimidade: Schoenstatt em saída!

A Equipe de redação trabalhou corajosamente durante a noite e a última redação do memorando é aprovada por unanimidade! Somos Família Missionária, Schoenstatt em saída, e queremos que, no mundo todo, as pessoas encontrem a Aliança de Amor como um grande presente para suas vidas. Caminhamos juntos com o Papa Francisco, na Igreja e como Igreja. Queremos estar inseridos sempre mais nas paróquias. Enfim, são vários pontos e acentuações que unem essa Família Internacional, das mais variadas culturas. O memorando não é um documento que obriga juridicamente, mas, somos Família e queremos assumir juntos.

Pe. Antonio Bracht explica o motivo pelo qual o texto do memorando ainda não é publicado: “O memorando vai passar por uma revisão, para que o texto fique melhor  e será entregue para o Presidio Geral, que nos convocou para este Congresso, a fim de que seja por eles confirmada.” Certamente que em breve o texto definitivo será enviado ao Diretor Nacional, Pe. Alexandre Awi, e o receberemos com muita alegria.

Deus escreve a história conosco!

Na Santa Missa presidida pelo Pe. Peter Wolf,  Superior Geral do Instituto dos Sacerdotes Diocesanos de Schoenstatt, acompanhado por quase 30 sacerdotes, a homilia é do Pe. Ludwig Guthlein, coordenador geral do Congresso de Pentecostes. Ele se apresenta impressionado com as decisões chegadas, em apenas alguns dias de trabalho, nesta Família tão diversificada. Faz uma analogia dos acontecimentos de nosso Movimento com a arte de Deus de escrever a história. Hora Deus coloca pontos e outra hora uma vírgula. Aquilo que se termina não é o fim, muitas vezes, pois há um novo parágrafo, e porque Deus escreve sempre. Mas, as vezes, ele coloca apenas uma vírgula, dá um pequeno intervalo e continua. “Atrás do que fizemos neste Congresso, Deus vai colocar os pontos e, se complicar, ele colocará apenas uma vírgula. Ele vai continuar a escrever, até que se possa de novo colocar um ponto. Entrego isso (o que vivemos neste Congresso) para a Mãe de Deus com o pedido: Que Deus continue a escrever esta história!

Com o Pe. Kentenich, assinamos o memorando.

Pe. Guthlein explica que a assinatura que cada um colocará no memorando significa dar um sim para Deus que “vai continuar a escrever essa história que começamos, colocando vírgulas e pontos. Todos os que assinam o memorando comigo são meus irmãos. Quem realiza comigo o ‘Schoenstatt em saída’ é meu irmão e minha irmã. Estou certo que o Pai (Fundador) também vai colocar a sua assinatura neste memorando!”

Terminada a Santa Missa, todos se dirigem ao local onde se encontra ao local da tumba do Pe. Kentenich e assumem o compromisso com seu carisma, colocando a sua assinatura no memorando. Esse texto o Espírito Santo escreveu por meio dessa Família tão multicultural, unida nas mesma Aliança de Amor e na mesma missão.

Em seguida, Pe. Guthlein entrega o documento assinado para o Pe. Antonio Bracht que o entregará para a MTA, colocando-o em um lugar especial, atrás do altar no Santuário Original. Isso indica que a missão que assumimos é o compromisso de ajudá-la na grande missão que Deus lhe confia no Santuário. Assim, partimos enviados em missão, na bênção do Fundador, iluminados pelo Espírito Santo e com o coração flamejante.

Assumir e contribuir…

Pe. Bracht esclarece o que se espera de cada país, com este memorando: “O que se espera é que toda a Família Internacional entenda que, como Congresso, em nome da Presidência Geral, nós escolhemos esse caminho (escrito no memorando). Que a Família (schoenstattiana) de cada país se pergunte: Aqui em nossa realidade, como podemos aplicar isso? Em que esse memorando contribui para nós? Podemos fazer esse caminho e também contribuir com a Família Internacional? Porque se isso não for feito localmente, tudo o que se decidiu neste Congresso vai ficar no ar. Precisa também se perguntar: Como podemos somar ao que está escrito no memorando? E que tudo isso retorne a um centro, a fim de que se possa de novo compartilhar as ricas experiências que faz nas diversidades das culturas.”

Pai, vamos contigo! Somos tua Família! Tua aliança, nossa missão!

Ver mais fotos!

  • Caroline Moraes

    Maravilhoso…