Central de Assessores: Um só Brasil Tabor

13 de abril de 2016

Encontro anual de assessores.

central de assessoresKaren Bueno – São vários sotaques e expressões, mas a linguagem é uma só, a da Aliança de Amor. Começa nesta terça-feira, 12 de abril, a reunião anual do conselho da Central Nacional de Assessores do Movimento Apostólico de Schoenstatt no Brasil. O encontro é uma grande expressão da unidade do Movimento no imenso país. Estão representadas, no Santuário de Atibaia/SP, as três colunas da Obra – masculina, feminina e familiar –, também os campos apostólicos – Campanha da Mãe Peregrina e Terço dos Homens Mãe Rainha – de todos os regionais do Brasil.

Pe. Alexandre Awi explica que essa reunião “é para que possamos traçar as linhas do ano, ver o que há de comum no trabalho do Movimento em nível nacional – as aspirações, as linhas, a caminhada com a Igreja, os impulsos que vêm do Papa – e assim poder inspirar de uma maneira mais adequada a Família de Schoenstatt nacional”.

São 16 assessores, entre Irmãs de Maria e Padres de Schoenstatt, que se reúnem pelo conselho em 2016. Eles trazem as reflexões regionais realizadas ao longo do ano entre todos os assessores locais. O diretor nacional, Pe. Alexandre, explica: “Cada regional tem suas reuniões periódicas, onde muitas das coisas que são conversadas em nível nacional são aplicadas a nível regional. É assim que a gente experimenta essa unidade da Família de Schoenstatt no Brasil. O nosso Brasil Tabor está representado nos seus assessores e nessa reunião anual, e a partir dela, a gente também leva esses impulsos para os nossos regionais, as nossas cidades”.

Temas

As principais pautas desse encontro são os temas do último Congresso de Outubro, ou seja, os 50 anos do fim do exílio do Fundador, a corrente de ‘Schoenstatt em saída’ e, como Igreja, o Ano Santo da Misericórdia. Mas os assuntos vão além, como explica o diretor nacional: “Nessa reunião nós estamos já pensando no que vai ocorrer no ano seguinte, o que será trabalhado no Congresso de Outubro de 2016, como impulso para o ano seguinte. Todas essas iniciativas que são nacionais precisam ser pensadas com antecedência, como ocorre na CNBB, por exemplo, com a Campanha da Fraternidade, com outras iniciativas nacionais”.

As discussões deste conselho são um sinal do espírito familiar que move o Movimento no Brasil. A reunião segue até quarta-feira, dia 13. Direta ou indiretamente, o encontro de assessores toca a cada integrante da Obra de Schoenstatt nacional, pois eles levam toda a riqueza desse encontro para seus locais, se enriquecendo com a originalidade partilhada pelas outras regiões. Rezemos por essa ocasião de Cenáculo entre os assessores de Schoenstatt no país.

  • Jorge Augusto

    Deus vos abençoe irmãos e irmãs! Tendo conhecimento deste encontro, ainda hoje rezarei por vós. Vos agradeço por esse encontro!