As Missões Familiares acabam, mas o ardor continua

28 de julho de 2016

É tempo de saída em Mairiporã/SP.

missoesKaren Bueno – Já faz mais de três meses que encerraram as primeiras Missões Familiares de Schoenstatt no regional Sudeste, que ocorreram em Mairiporã/SP. Mesmo assim, o ardor missionário continua a incendiar os corações e colocar todos em saída, com a Mãe Peregrina, pelas ruas da cidade.

No dia 19 de junho, a Família de Schoenstatt de Mairiporã realizou uma “pós-missão” na Paróquia Nossa Senhora de Lourdes. Unidos pela Mãe, um grupo de missionários da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, casais da Liga, da União e do Instituto de Famílias, a Juventude Apostólica e a assessora da cidade, Ir. Lúcia Maria Menzel, visitaram os moradores do bairro Capoavinha, que em abril receberam as Missões Familiares.

As visitas foram centradas nas casas que recebem a Mãe Peregrina regularmente, com o objetivo de se aproximar dessas famílias e também reacender o espírito e ardor das famílias missionárias. 21 casas foram visitadas nesse dia, sempre com o apoio do pároco, Pe. Kizhakkeveliyil Chako Joseph, que enviou os missionários a partir da Paróquia.

Dois ‘setores’ do bairro foram alcançados e eles já têm programado para o mês de agosto mais uma ‘saída em missão’. “Nossa experiência nas ‘visitações’ desses lares tem sido muito enriquecedora e gratificante, podemos testemunhar as maravilhas que a Mãe e Rainha realiza na vida dessas famílias”, apontam Meire e Luiz Saito Silva.