A Mãe e Rainha acompanha as gestantes

11 de janeiro de 2016

Uma espera feliz!

familia 2

Ultimo grupo de crianças consagradas no Santuário

Ir. M. Agnes Marqueto/Karen Bueno – Tudo começou há quatro anos, no Santuário de Schoenstatt do Rio de Janeiro/RJ. Lendo um livro de oração para gestantes, o casal José Osvaldo e Maria de Fátima Correa percebe nisso uma grande oportunidade de apostolado. Desde então eles se colocam como instrumentos para gerar uma santa primavera de crianças consagradas e ser um apoio para as mães que esperam seus filhos.

A ideia é simples e eficiente. O casal, que é missionário da Mãe Peregrina, acompanha as gestantes durante seus nove meses de espera. A cada mês eles fazem uma oração pelos pais e pelo bebê, confiando-lhes aos cuidados da Mãe e Rainha. Sua base de apoio é o livro Primavera de Deus, uma novena para grávidas, preparado pelo Movimento Apostólico de Schoenstatt.

Passo a passo

Com o livro na mão, desde a descoberta da gravidez, José Osvaldo e Maria de Fátima se reúnem com os pais do bebê mensalmente. É comum os casais convidarem as famílias – avós, tios, padrinhos – para participarem desse momento, reunindo todos em oração pela criança que virá.

Junto com eles está presente, em todos os encontros, a imagem da Mãe e Rainha, também uma imagem de Nossa Senhora, grávida, e São José. A princípio o grupo reza o Terço, em seguida faz a novena e a leitura do Evangelho do dia com um breve comentário. Sempre no fim há um propósito para os pais cumprirem.

Outra característica própria deste apostolado é a entronização do quadro da MTA nas casas das famílias, para que a Mãe sempre esteja visivelmente junto de todos, especialmente da futura mamãe e da criança que nascerá.

Geração consagrada

casal

José Osvaldo e Maria de Fátima acompanham as gestantes

Cerca de 40 gestantes foram acompanhadas pelo casal Correa nesse período. No final do ano, as mães que tiveram bebê são convidadas a visitar o Santuário Tabor Redenção da Família e consagrar seus filhos aos cuidados da MTA; também aquelas que já fizeram a consagração podem participar e renovar a consagração dos filhos.

Alegres e empolgadas chegam várias crianças e pais orgulhosos no Santuário. Ricardo e Ana Paula da Silva testemunham: “Após várias tentativas, cirurgias, perdas e injeções, chegou o nosso milagre, agradecemos a Deus e à Maria por receber este presente que é a Maria Vitória. Peço a Deus que abençoe e fortaleça a todas as mulheres que ainda não realizaram o sonho de ser mãe, pois o nosso Deus é o Deus do impossível, por isso não desanimem jamais!”.

Família de famílias

O trabalho do casal missionário acontece principalmente na Paróquia São Judas Tadeu, em Bangu, Vicariato Oeste da Arquidiocese. Mas, como eles contam, “uma vai passando para outra” e a notícia se espalha, então acompanham mulheres grávidas de várias regiões do Rio de Janeiro e de outras cidades. Sr. José Osvaldo conta que muitas vezes se sentem como pais de algumas gestantes, dando-lhes conselhos e orientações, principalmente para as mães mais novinhas.

Segundo eles, a grande recompensa é o carinho que recebem das famílias: “O nosso círculo de amizade e a responsabilidade social aumentaram. Acho interessante somar as amizades, que são sinceras. É um trabalho amplo que envolve famílias, geralmente não são apenas duas ou três pessoas que participam, são vários parentes e amigos”, contam.

A confiança que gera vida

Não é difícil ouvir testemunhos e história de como a Mãe e Rainha ajuda as mães e gestantes com seus filhos. Algumas têm dificuldade para engravidar, outras têm problemas na gestação ou no parto, mas todas levam uma característica em comum: a confiança concreta no cuidado de Maria, Mãe de todas as Mães.

Para as gestantes fica a dica de oração do casal do Rio de Janeiro, a novena Primavera de Deus, disponível nos Santuários de Schoenstatt.

Para as mulheres que não conseguem engravidar ou rezam por seus filhos, a sugestão é a novena da Mãe e Rainha, do conhecido livrinho verde, também disponível nos Santuários ou neste link: clique.

A todos fica a certeza de que a Mãe Três Vezes Admirável cuida bem pessoalmente de cada um e realiza maravilhas nos lares, educando e formando seus filhos como fez com Jesus, desde a gestação.

  • Patrícia Gabriella

    Boa tarde! A novena é feita uma vez ao mês? Quando a gestante entra no mês de gravidez no caso… Obrigada

    • Karen

      Olá Patrícia. A novena é sim feita uma vez ao mês. A gestante pode começar, por exemplo, no segundo encontro se ela descobriu a gravidez aos dois meses, mas seria interessante ler e rezar desde começo, mesmo que a gestação esteja avançada. Ela pode fazer isso com o marido, com a família, com os colegas ou mesmo sozinha, como desejar.