A Juventude quer viver a misericórdia nos novos tempos

1 de fevereiro de 2016

Encontro Nacional de Dirigentes da Jufem.

jufemKaren Bueno – De várias partes do país, como o coração unido ao Pai e Fundador, a Juventude Feminina de Schoenstatt (Jufem) realiza em 2016 o Encontro Nacional de Dirigentes. 33 jovens, de sete estados, se encontram no Santuário de Atibaia/SP para pensar e projetar a realidade da Igreja e de Schoenstatt no próximo ano. No sábado e no domingo, 30 e 31 de janeiro, a Casa Schoenstatt-Tabor acorda com um rosto ainda mais jovem, alegre, um vivo canteiro de lírios.

Pela casa de encontros os sotaques se misturam mostrando a grande diversidade do Brasil Tabor. Barbara Mélo, de Garanhuns/PE, conta: “É muito interessante a vivência que tivemos, de todos os regionais reunidos, nunca tinha vivido isso num encontro de dirigentes”.

O sábado é intenso, repleto de atividades. Ir. M. Diná de Souza fala sobre o Ano da Misericórdia e tudo que a Igreja espera para esse tempo santo. Ir. M. Gislaine Lourenço comenta a encíclica Laudato si, com os desafios propostos pelo Papa Francisco, também a Campanha da Fraternidade deste ano e o projeto ‘Rota 300’, da juventude católica no Brasil para a celebração dos 300 anos da imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Ainda nesse dia, Ir. Gloria Maria de Melo Leite leva as jovens a refletirem sobre o Memorando do Congresso de Pentecostes e como a Jufem quer ser ‘Schoenstatt em saída’. Ir. M. Lidiane Francisconi encerra o ciclo de palestras apontando as correntes de vida da Juventude Feminina, principalmente os 85 anos do ramo e 20 anos do ideal nacional – Lírio do Pai, Tabor para o mundo.

O encontro segue, depois de muita reflexão, para os trabalhos em grupos. As jovens são convidadas a pensar como ser Schoenstatt em saída, com base nas conclusões retiradas do Encontro Nacional da Jufem em 2015.

À noite segue a celebração da Santa Missa e uma vivência recordando a heroína do ramo, Maria Regina Tokano, a Regininha.

Dia de Cenáculo

Ana Laura Santini, de Santa Maria/RS, conta que participa pela primeira vez de um encontro nacional de dirigentes, por isso estava bastante ansiosa: “O primeiro dia foi muito bonito porque a gente se introduziu nas correntes de vida da Igreja e de Schoenstatt, com perguntas para nos instigar sobre o que seria interessante fazer nos próximos anos; refletimos e buscamos respostas e todas elas estão inseridas no nosso lema”.

O lema do ano da Jufem gera muita discussão e põe as dirigentes para refletirem intensamente. Assim segue o domingo, com a plenária debatendo as conclusões dos grupos e o empenho em formular um lema. “Fizemos muita oração, foi difícil, mas no final agradou”, diz Barbara Mélo.

Assim, empolgadas por chegarem a uma frase que sintetize sua missão para este ano, a Juventude Feminina anuncia alegre seu lema do ano:

Misericordiosa como o Pai, Tabor para os novos tempos

Ir. Adriane Maria Barbosa, assessora da Jufem no Paraná, explica: “Unidas à Igreja, que elas possam aprender do Pai de Misericórdia as virtudes que o Ano Santo nos convida a cultivar, sobretudo as obras de misericórdia. O lema remete a ideia de ser filha, Lírio do Pai, e também de aprender a filialidade na prática, especialmente pelas obras de misericórdia. O ‘Tabor para os novos tempos’ recorda os 20 anos do ideal nacional e representa novas margens, o novo século de Schoenstatt, está ligado à ideia de ‘Schoenstatt em saída’ para esses novos tempos. Esperamos que seja um lema que traga muita vida e coragem à nossa Juventude brasileira”.

Semana de Trabalho

Um grupo de 13 meninas, mais as assessoras regionais, continua em Atibaia para a tradicional Semana de Trabalho. Sua tarefa nesses dias é preparar um livro de formação que toda Jufem Brasil irá estudar ao longo do ano. Cada dupla prepara um capítulo, uma reunião mensal, que forma o livro de estudos de 2016. São elas:

Caroline Scariot, Frederico Westphalen/RS
Bárbara Mélo, Garanhuns /PE
Suellen Figueiredo, Olinda/PE
Daniela Aguiar, São Sebastião do Paraíso/MG
Isabelle de Oliveira, São Sebastião do Paraíso/MG
Ana Laura Santini, Santa Maria/RS
Natália Felipetto, Santa Maria/RS
Paula Mucellini, Santa Maria/RS
Maria Clara Lovato, Santa Maria/RS
Mariana Mafra, Londrina/PR
Maria Gabriela Nassif, Londrina/PR
Ana Clara Bolzon, Brasília/DF
Mariana Siqueira, Louveira/SP
Ir. Adriane Maria Barbosa, Paraná
Ir. Gloria Maria de Melo Leite, Sul
Ir. M. Lidiane Francisconi, Sudeste

O trabalho segue até quinta-feira, num verdadeiro Cenáculo de aspirações. Rezemos pela Juventude Feminina.