50 anos de graças na Vila Mariana

9 de maio de 2015

Filial das Irmãs de Maria celebra o Jubileu de Ouro

vila-marianaKaren Bueno – Neste sábado, 9 de maio, o Instituto Secular das Irmãs de Maria de Schoenstatt recorda os 50 anos da primeira filial criada no estado de São Paulo, a filial da Vila Mariana. Pela primeira vez, no ano de 1965, elas deixam o sul do Brasil onde estão concentradas – no Paraná e no Rio Grande do Sul – e partem para expandir o Movimento Apostólico de Schoenstatt em outro estado. Essa filial tem uma importância singular no crescimento da Obra pelas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Norte do país.

Ir. M. Stellamaris Grando foi a primeira superiora dessa filial, e conta que a fundação foi um pedido do Pe. José Kentenich, que sempre que vinha ao Brasil, chegava por São Paulo/SP. “Nós vínhamos de trem, de Maria Fumaça, buscar o Pai Fundador. Eram três dias de viagem saindo de Santa Maria/RS, mas para buscar o Pai valia o esforço”. O Fundador via na capital paulista grande campo de apostolado para difundir a espiritualidade de Schoenstatt.

Enviadas em missão

Na década de 60 a direção da Província Tabor, de Santa Maria/RS, pensando numa expansão de Schoenstatt mais para o norte do Brasil, envia duas Irmãs para trabalharem como enfermeiras, assim elas passam a atender no Hospital do Servidor Público Estadual em São Paulo/SP. Como o objetivo dessas Irmãs é levar o Movimento para a capital paulista, elas começam os trabalhos com um grupo da Juventude Masculina, com a ajuda de Francisco Ziober – heroi de Schoenstatt – que na época estava internado para tratamento no Hospital do Servidor.

Com o tempo, as assessoras vão percebendo a vida que pode despontar em São Paulo/SP, que Schoenstatt pode encontrar ali um solo fecundo, então são enviadas mais algumas Irmãs para a missão. Assim, no dia 9 de maio de 1965 é inaugurada a primeira filial fora da região Sul brasileira.

O grande anseio: construir um Santuário

irmas

As primeiras Irmãs da Vila Mariana recebem a visita do Cardeal Dom Agnelo Rossi

As Irmãs moraram em algumas casas distintas antes de chegar à sede definitiva, onde está construído o Santuário (na rua Dr. Diogo de Faria, 251, Vila Mariana). Com o trabalho das assessoras, vão surgindo mais grupos da Liga Apostólica – Juventude, Mães, Famílias, etc. – e também da União e do Instituto.

Aos poucos a Família de Schoenstatt vai se constituindo e ganhando “rosto”, e com eles vem o anseio de construir um Santuário. Para as Irmãs, isso já era um desejo acalentado desde muito tempo, elas tinham pressa de ter um lugar de encontro com a Mãe e Rainha, como conta Ir. M. Stellamaris: “Depois do jantar e do recreio, eu e algumas Irmãs de curso íamos encher os andaimes dos pedreiros com tijolos, para que no dia seguinte eles tivessem todo o material pronto para continuar a obra e andar mais rápido com a construção do Santuário”.

A vida floresce em São Paulo

Atualmente, no campo de trabalho apostólico, as Irmãs de Maria desta filial atendem a Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, os diversos ramos e comunidades do Movimento – Liga e União de Famílias, Liga e União das Mães, Liga Feminina, Juventude Masculina e Feminina. Há também a Pastoral do Santuário e um trabalho social em parceria com a Prefeitura de São Paulo, o Núcleo de Convivência de Idosos (NCI).

Ir. M. Sara Amaral, atual superiora da filial da Vila Mariana, comenta a importância de ter um centro de Schoenstatt na capital paulista: “São Paulo/SP não é somente um polo industrial e uma cidade com múltiplas oportunidades, é também um lugar para onde convergem as pessoas de todo o Brasil e do mundo, por isso Schoenstatt deveria se irradiar também ali”.

A missão desta filial decorre justamente deste grande número de pessoas que chega, de vários lugares, na cidade: “No espírito de nosso Pai e Fundador, queremos ser um polo de acolhimento, proporcionando a todos que chegam ao Santuário e a casa das Irmãs um ambiente de família, onde é bom estar”, diz Ir. M. Sara.

Voos mais distantes

É uma alegria para Ir. M. Stellamaris olhar os 50 anos que se passaram e ver como a Obra de Schoenstatt cresceu e gerou frutos em São Paulo e para mais além. “Podemos dizer que nós fomos fiéis, e a Mãe de Deus foi mais fiel ainda. O que nos sustentou nessa missão foi a fidelidade às pequenas coisas; nós morávamos numa casa muito simples, mas nunca desejamos uma casa melhor, queríamos sempre, em primeiro lugar, construir o Santuário. Pensávamos: a Mãe vai instaurar seu triunfo em São Paulo, e assim ela fez”.

Para Ir. M. Sara, celebrar o jubileu de ouro significa dirigir um olhar ao passado, em gratidão por todas as Irmãs que se empenharam pela filial ao longo dos anos; ao presente, o momento em que Deus pede um comprometimento maior e uma resposta criadora; e ao futuro, como construtores da história: “Iniciamos uma nova página de nossa história, com a consciência de que somos instrumentos para os novos 50 anos. Queremos construir a história sobre os mesmos fundamentos do passado. Somos felizes porque podemos contar hoje com a fonte inesgotável de graças que é o Santuário, escola e berço de formação do homem novo, de instrumentos aptos para levar Schoenstatt e formar a cultura da Aliança nesta grande metrópole”.

No dia 31 de maio de 1967 é lançada a Pedra Fundamental do Santuário da Vila Mariana e no dia 8 de julho de 1970 ele é inaugurado com grande festa. A este Santuário, o Pai e Fundador envia uma mensagem, a última endereçada ao Brasil e por isso considerada seu “Testamento”. Essas palavras são atuais e convocam para a missão:

“Queremos, pois, recordar com gratidão tudo o que o bom Deus nos presenteou por meio da Mãe de Deus. Ao mesmo tempo, queremos preparar-nos para novos voos para o alto, voos de águia, voos para a esquerda e para a direita. […] Que este espírito seja conservado por todos os anos, sim, por séculos… Queira a Mãe de Deus usar-nos mais e mais como seus instrumentos. Então, ‘grandes coisas’ serão realizadas pela querida Mãe de Deus e por seus Santuários”.

  • Elthon Atum

    Parabéns Irmãs de Maria! A Mãe se alegra por essa graça! Obrigado por sempre nos receber com muito carinho em nosso querido Santuário…”Aqui é bom estar!”.

  • Francisco Parente de Carvalho

    Vamos o conhecer o Santuário de Maria, na Vila Mariana/SP.

  • Lúcia M Muniz

    Parabéns Irmãs de Maria de Schoenstatt pela entrega, empenho e amor filial.

  • padre francisco

    Parabéns! Irmãs de Maria de Schoesntatt que cresça cada vez mais o reino de Maria para que por meio Dela Cristo Jesus seja amado e conhecido!